Spa e gravidez. Tratamentos que devem ser evitados

Que tratamentos de Spa são negativos para as gestantes

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Ir a um Spa é uma idéia muito relaxante, que nos deixa como novas. Isso pode ser um grande plano quando estamos esperando um bebê, com a finalidade de liberar tensões e nos encontrarmos melhor fisicamente. 

No entanto, nem todos os tratamentos que são realizados em um Spa são corretos para uma mulher que estiver grávida, e conhecê-los será de grande ajuda para evitá-los se estivermos esperando um bebê.

Tratamentos estéticos negativos em um Spa

spa-e-gravidez-tratamentos-evitados A

Em um Spa, não é muito recomendável que as mulheres estejam em excessivo contato com água quente. Esse tipo de procedimento é algo que se encontra em todos os centros de beleza e estética, já que as piscinas de água contribuem para o relax. 

No entanto, não é bom que uma mulher que espera um bebê esteja em contato com uma temperatura muito alta na água, assim como o fato de que não seja recomendável que esteja exposta a jatos de água muito fortes. No entanto, estes riscos são maiores no primeiro trimestre de gravidez por causa do perigo de aborto, mas podem ser aplicados de forma suave tanto o calor como os jatos conforme a gravidez avança, mas sempre de forma leve.

Tratamentos de Spa proibidos para gestantes

Os tratamentos de Spa que de forma alguma uma mulher que esteja grávida pode receber são os que tenham substâncias que possam afetar a pele ou inclusive ao bebê. Trata-se, em primeiro lugar, das saunas turcas ou banhos de vapor, que poderiam contribuir para uma queda de pressão.

Tão pouco é recomendável que a gestante faça uso da chamada hidroterapia com contrastes (ou banho de contraste quente e frio), que é aquela que combina água quente ou morna com aquelas que têm uma temperatura extremamente fria. Por último, tão poço é bom que durante a gravidez se abuse de tratamento como a pressoterapia ou a reflexologia, já que poderiam ser perigosos para a criança.