O Brasil é o recordista mundial de cesáreas no mundo

O índice recomendado pela OMS é de 15% de partos feitos por cesarianas

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O índice recomendado pela OMS é de 15%, mas o Brasil é o recordista mundial em partos feitos por cesarianas: 52%. Esse número alarmante é vivenciado por inúmeras grávidas no país, principalmente da classe mais alta. Esse fenômeno já é chamado de “a indústria da cesárea brasileira”. Na rede privada esse número cresce para 83%, podendo chegar a 90% em algumas maternidades. O que deveria ser uma opção para gravidez de risco e para salvar vidas virou regra. 

A Fiocruz fez uma pesquisa que mostra uma baixa informação recebida pelas mulheres quanto às vantagens e desvantagens do parto normal ou cesáreo

Parto cesáreo aumenta o risco de parto prematuro 

A maioria das mães não sabe que as cesáreas aumentam o risco do bebê nascer prematuro. Mais da metade das mortes de crianças no Brasil é devido à prematuridade, que ainda pode trazer à criança doenças respiratórias e dificuldade de mamar. Existem ainda alguns hormônios benéficos que acabam perdendo, pois são liberados em certos estágios do trabalho de parto. 

Uma das vantagens para os médicos é a marcação com antecedência e não contar com a imprevisibilidade do parto normal, que, segundo muitos profissionais, não perde tempo nem precisa desmarcar consultas, compromissos ou viagens. 

Segundo estudos, muitos hospitais ligados a convênios não têm profissionais especializados de plantão 24 horas e muitas mulheres e médicos temem chegar ao hospital e não encontrar um anestesista, preferindo assim uma cesárea marcada com antecedência. 

De acordo com o Ministério da Saúde, em uma cesariana feita através do SUS a mulher tem direito a anestesista de plantão. O Ministério da Saúde vem tentando diminuir o número crescente de cesáreas, tentando incentivar o parto normal humanizado através da Rede Cegonha e das Casas de Parto. 

A falta de informação é a grande causa para o recorde mundial do parto cesáreo no Brasil. Se as mulheres fossem bem informadas sobre o parto, tomariam uma melhor decisão. O excesso de cesáreas precisa ser diminuído e muito no nosso país.