O parto. Contrações, dilatação e expulsão

O parto natural é uma das principais preocupações das mulheres grávidas

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O parto natural é um processo fisiológico que anuncia o nascimento de um bebê. Seu desenvolvimento tem um processo previsível, etapas que marcam tempos que temos que respeitar, e precisa de cuidados necessários para as futuras mamães. O trabalho de parto é uma das principais preocupações da grávida, principalmente às mães de primeira viagem, que nunca passaram por essa experiência.

Ser mamãe é um trabalho que se aprende com a prática e a preparação para o parto é um trabalho de informação que ajuda a estar mais tranquila e confiante quando chegar o momento. Ainda que você não saiba nada sobre o processo e as etapas do parto, existem cursos de preparação que podem ajudá-la nesse sentido. Você pode conhecer ainda os métodos de partos alternativos, e conversar com seu médico sobre o tipo de parto que deseja, ou qual realmente será o mais indicado.

Os sintomas do parto

A hora do parto. Fases do parto

Não espere mais nem um minuto para ligar para o seu médico, seja de dia ou de noite, quando: - As contrações aconteçam a cada 5 ou 10 minutos.

- A placenta se rompa (rompimento da bolsa) e saia um líquido marrom esverdeado escuro com manchas.

- Note manchas de sangramento vaginal.

- Não possa caminhar nem falar durante as contrações.

- Perceba uma dilatação.

Duração do trabalho de parto

O processo de parto pode durar de 8 a 12 horas. É claro que pode haver exceções. Tudo depende do estado da mamãe e do bebê. O trabalho de parto se inicia com as primeiras contrações provocadas pela dilatação do colo uterino até que desapareça completamente. As contrações podem ocorrer de 15 a 20 segundos cada uma.

Uma vez desaparecido o colo do útero, as contrações aumentam devido à dilatação progressiva do colo, que deverá apresentar uma abertura máxima de 10 cm para que o bebê possa passar. Até que o bebê saia, esse processo pode durar aproximadamente de 6 a 8 horas, dependendo se é o primeiro parto da mãe ou não.

As contrações do parto

Uma vez que o processo de dilatação do colo do útero se iniciou, geralmente é normal começar a sentir contrações suaves cada 10 ou 15 minutos, com uma duração média de 20 segundos. Nesse momento, a abertura do útero será de quase dois centímetros. As contrações seguem, e vai se intensificando. Podem obedecer ao seguinte ritmo:

- Contrações a cada 5 minutos, com duração entre 30 e 40 segundos. Dilatação de quase 5 cm.

- Contrações a cada 3 ou 4 minutos, com duração de 40 a 45 segundos. Dilatação de uns 6 cm.

- Contrações a cada dois ou 3 minutos, com duração de 45 a 50 segundos. Dilatação de 8 cm.

- Contrações a cada 1 ou 2 minutos, com duração de aproximadamente 1 minuto. Dilatação de quase 10 cm. Quando chegar essa fase, terá pouco tempo entre uma contração e outra para se recuperar. Pode sentir uma sensação de calor, alongamento e ardor na vagina, acompanhado de suor ao redor da boca.

A expulsão do bebê no parto

Quando o colo alcança os 10 cm de dilatação, inicia-se o processo de expulsão do bebê. As contrações se distanciarão e acontecerão a cada 2 ou 3 minutos. O médico, quando souber que você está preparada, pedirá para fazer força para empurrar o bebê para fora. Nessa fase, a cabeça do bebê penetra no canal do parto e vai baixando até o períneo, realizando um movimento de rotação interna.

Quando o médico vir 3 ou 4 cm da cabeça do recém nascido, poderá, se necessário, praticar a episotomia (incisão efetuada na região do períneo, área muscular entre a vagina e o ânus) para facilitar a saída do bebê, e evitar rasgos pelo esforço e a pressão do bebê. O médico te pedirá que continue empurrando seu bebê, e quando sair um ombro, depois o outro, o resto do corpo sairá sem esforço por si mesmo. O momento do parto é acompanhado de dores, que varia de pessoa para pessoa, mas o sentimento de alívio será intenso e poderá desfrutar da alegria porque seu filho acaba de nascer! O parto termina com a expulsão da placenta.