Parto en Guiainfantil.com Brasil

Parto

Compras para a mãe e o bebê antes do parto

Preparação da mãe para o parto. O dia em que a grávida tiver que ir para a maternidade para dar a luz ao seu bebê, seguramente será um dia que jamais se esquecerá. Seja pelas emoções, pelo nervosismo, ou por algum contratempo, será um dia especial, e por isso deve se preparar para ele.

Partos alternativos

Muitas grávidas escolhem técnicas diferentes para dar a luz aos seus bebês. Nem todas as mulheres optam pelo parto convencional como ocorre com a maioria. Por razões particulares, muitas preferem ter seu bebê em uma posição distinta, sentada ou de cócoras, e outras ainda escolhem dar a luz em casa, com ou sem assistência, ou em uma banheira especial utilizando o método de parto aquático. Hoje em dia essas técnicas estão mais controladas já que existem cada vez mais centros sanitários e profissionais especializados na sua aplicação.

Depressão pós-parto

Conselhos para lutar contra a depressão pós-parto. Se, ao dar a luz você sentir os sintomas da depressão, ou seja, sente-se triste, ansiosa, irritada e cansada, lembre-se que esse momento é um transtorno que afeta também a muitas outras mulheres e que não está acontecendo nada de mais. Além disso, existe uma solução para tirá-la dessa situação.

Prevenção da depressão pós-parto

Conselhos orientados para detectar e tratar precocemente a depressão pós-parto. Pode-se prevenir e evitar a depressão pós-parto, desde quando se detecte precocemente o transtorno, trate-se rapidamente, e evite suas consequências.

Sintomas e tratamento da depressão pós-parto

A depressão pós-parto causa tristeza, irritabilidade, insônia e ansiedade na mulher. Qualquer mulher pode sofrer de uma depressão pós-parto sem causa aparente. Sintomas como a ansiedade, a tristeza, o cansaço e a raiva, podem romper o vínculo materno-filial e afetar negativamente o crescimento do bebê recém-nascido. Os sintomas mais comuns associados com a depressão pós-parto são a tristeza, a irritabilidade, a fadiga, a insônia, a perda de apetite e a ansiedade.

Razões para se tentar o parto normal

Apresentamos algumas razões para se tentar o parto normal. Salvo algumas exceções, não se tem como saber se uma gestante vai ter um parto cesárea ou normal. Apenas durante a evolução do trabalho de parto é que se pode definir isso.

O trabalho da parteira. O que fazem as parteiras

Qual é o papel da parteira durante a gravidez e o parto. Comunidades rurais na sua maioria, quer pela falta de assistência médica e pela distância dos centros de saúde, vivem em situação de isolamento, por isso o trabalho da parteira torna-se indispensável nessas comunidades.

Vantagens da dor de parto

O parto normal tem se tornado um fantasma para muitas mulheres. O medo da dor, assim como a vida ativa das mulheres no nosso século, tem levado ao aumento do parto cesáreo não apenas no Brasil, mas no mundo todo. É claro que anestesia epidural, utilizada no parto cesáreo, torna-se  útil e imprescindível em alguns casos. O parto normal favorece a expulsão dos líquidos pulmonares do bebê, complica menos, com menos risco de infecções e a permanência no hospital é breve. O custo para os pais e o hospital também é menor e a mãe retorna rapidamente às atividades normais, porque não há dor após o parto.

O parto. Contrações, dilatação e expulsão

As fases do parto. O parto tem 3 fases distintas: contrações, dilatação e expulsão do bebê. Ser mamãe é um trabalho que se aprende na prática, e a preparação para o parto é um trabalho de informação que ajudará a mãe estar mais tranquila e confiante quando chegar a hora.

Partos inesperados e de improviso

O parto, em geral, não escolhe dia nem hora. E em muitos casos, não escolhe sequer o lugar. Parir de sopetão em plena rua, na estrada, num táxi, ou em muitos outros lugares que não tem nada a ver com o convencional hospital pode ser uma agonia.

Recuperação no pós-parto. Os primeiros dias

Depois de dar a luz, muitas mães sentem que o seu estado de saúde não é bom e que seus incômodos a impedem de desfrutar do seu bebê recém-nascido como ela havia sonhado. Devido a essa falta de informação, muitas mulheres ficam alarmadas diante de situações que são completamente normais depois do parto.

Quando dar a luz pode se converter num pesadelo

Para a maioria das mulheres que já tenham tido a experiência e o prazer de dar a luz, o momento do parto, além dos incômodos próprios da circunstância tenha sido único e pleno e inesquecível. Infelizmente, existem casos em que isso não acontece e que por circunstâncias inesperadas, o bebê acaba chegando ao mundo em meio a um verdadeiro turbilhão.

Partos em lugares inusitados

Todas as mulheres que engravidaram já tiveram medo, alguma vez sobre essa situação: que o parto se adiante ou aconteça de improviso e o nascimento se produza em um elevador, em um táxi, no trabalho ou em um avião.

O que é o Baby blues após o parto

O ‘Baby blues’ é um termo que se usa quando a gente se refere à tristeza puerperal ou pós-parto, que afeta de 80 a 85% das mães durante os dias que seguem ao parto, provavelmente devido às alterações hormonais que estão sofrendo neste momento crucial das suas vidas, ainda que também o cansaço, o nervosismo e a falta de sono possam acarretar essa nova situação.

Quando a gravidez se prolonga além da conta

A duração normal da gravidez nos seres humanos pode ser de até 42 semanas – o equivalente a 294 dias – contando a partir da data da última menstruação. Acima desse período a gente considera como uma gravidez cronologicamente prolongada.