Recuperação no pós-parto. Os primeiros dias

Tudo o que você não sabia depois de ter dado a luz

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Depois de dar a luz, muitas mães sentem que o seu estado de saúde não é bom e que seus incômodos a impedem de desfrutar do seu bebê recém-nascido como ela havia sonhado. Devido a essa falta de informação, muitas mulheres ficam alarmadas diante de situações que são completamente normais depois do parto

Esta primeira etapa pode durar de sete a dez dias. Ainda que a mamãe receba alta da maternidade após ter dado a luz, ainda vai necessitar de 5 a 7 dias para se encontrar totalmente restabelecida.

Os primeiros dias após o parto

recuperação-no-pós-parto-primeiros-dias A

1. Esgotamento. O cansaço extremo é um dos primeiros sintomas que a mamãe de primeira viagem vai perceber. O trabalho de parto é uma experiência dura e ela vai necessitar de tempo para se recuperar. Descansar e dormir com a atenção que um bebê recém-nascido precisa não é nada fácil. Seus horários de alimentação, a cada duas ou três horas, enquanto você tenta estabelecer o aleitamento faz com que suas horas de sono não se prolonguem mais do que três ou quatro horas seguidas. Por isso, é possível que durante as primeiras semanas você se encontre muito cansada.

2. Hemorragias vaginais. Durante as primeiras horas posteriores ao parto, acontece uma hemorragia vaginal acompanhada de coágulos. A perda de sangue vaginal se prolongará uns 40 dias após o parto e você deverá usar compressas e nunca tampões vaginais. Estas perdas são avermelhadas durante a primeira semana e depois a cor muda um pouco para amarronzado. 

3. Marcas no rosto. O esforço do trabalho de parto e das contrações pode ter deixado pequenos hematomas nas maçãs do rosto. Estas marcas transitórias nas bochechas ou na conjuntiva ocular desaparecerão em 24 horas. 

4. Pontos. As incisões praticadas para a expulsão ou saída do bebê doem muito, independentemente se devido à episiotomia ou cesárea. É recomendável aceitar os analgésicos que te ofereçam para aliviar as dores e usá-los durante todo o tempo que necessitar até a recuperação. 

- Episiotomia. É uma cicatriz em uma área que roça constantemente. Incomoda quando se roça ao caminhar com a perna oposta ou ao mudar de postura se estiver sentada ou deitada. O processo de cicatrização é de aproximadamente 10 dias. Troque os curativos a cada 4 horas e lave a área atingida por três ou quatro vezes por dia. Assim você evitará inflamações ou infecções. A aplicação de frio no local é muito benéfica quando existe inflamação e para aliviar a dor na região. Para se sentar você pode utilizar almofadas especiais com formato de bóia (flutuador) que evitam apoiar na região da episiotomia. 

- Cesárea. É a ferida de uma operação abdominal e, no início, vai doer, mas pouco a pouco passará a ser somente um leve incômodo. É normal que você não possa localizar a dor no local exato da cicatriz, devido a que a sutura se realiza em três camadas de tecido, o que você percebe é a ferida interior. É possível que você perceba a área ‘adormecida’ também. Essa perda de sensibilidade vai se recuperando pouco a pouco, mas pode durar até três meses. Se a cicatriz da cesárea fica avermelhada ou se supura líquido ou sangue procure logo o ginecologista, já que estes sintomas poderiam indicar que existe uma infecção ou que tenha se produzido um seroma (acúmulo de líquido seroso). Esta última é a complicação mais comum e acontece em quase 5% dos casos.  

Marisol Nuevo

Redatora de Guiainfantil.com