Ansiedade na gravidez

Causas da ansiedade nas gestantes

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A ansiedade é uma sensação ou um estado emocional normal diante determinadas situações e constitui uma resposta habitual a diferentes situações cotidianas estressantes. Portanto, certo grau de ansiedade é inclusive desejável para o manejo normal das exigências do dia a dia. Somente quando ultrapassa certa intensidade ou supera a capacidade adaptativa da pessoa é quando a ansiedade se converte em patológica, provocando um mal estar significativo, com sintomas físicos, psicológicos e comportamentais, na maioria das vezes indefinida. 

A gravidez pode ser um momento doce para as mulheres, cheio de alegria e expectativa pela chegada de um novo membro à família. No entanto, como qualquer situação que leve a uma mudança, pode gerar também sentimentos opostos e em algum momento dos 9 meses de esperar a mulher pode chegar a sentir ansiedade

Causas da ansiedade nas gestantes

ansiedade-na-gravidez A 

As principais causas podem ser:

- Preocupação com a saúde do bebê: é normal sentir inquietação em relação ao bem estar do bebê. Esta sensação pode acontecer quando formos fazer a ecografia das 12 semanas, em que se faz o triple screening de doenças cromossômicas, e após as 20 semanas, em que se avaliam a morfologia do feto (se tem todos os órgãos e se estes estão bem e funcionam com normalidade). A partir daí, a gente poderá se tranquilizar ao notar os movimentos do bebê, já que notamos que tudo está normal.  

- Medo do parto (Tocofobia): o que mais nos preocupa é em torno a este tema é a dor do parto, se seremos ou não capazes de parir, se tudo irá bem... A chave para superar essa ansiedade é recuperar a confiança em si mesma e na capacidade de parir da mulher, de dissipar medos e dúvidas e serem apoiadas em todo o momento. As aulas de preparação para o parto são chaves. Existem mães que também têm muito medo que troquem o seu bebê na maternidade. A ajuda de um profissional é de grande valia.

- Ansiedade relacionada com nossa futura maternidade: passar de profissional/mulher/companheira a perfeita ‘trocadora de fraldas’ (simplificando tudo muitíssimo) é uma grande mudança, que implica num novo planejamento de papeis pessoais e familiares. Ficar pensando se executaremos bem as novas tarefas pode gerar ansiedade em muitas mulheres. 

- Ansiedade relacionada com o nosso corpo: é normal que a gente olhe no espelho e já não nos reconheçamos. É que o corpo muda tanto em apenas nove meses... Mulheres muito preocupadas com o seu físico podem experimentar sentimentos negativos. Aqui é importante saber que a mudança é transitória, que tem uma razão de ser: estamos gerando o nosso bebê

Para poder suportar melhor esta etapa de tantas mudanças emocionais e físicas é fundamental que a mulher conte com o apoio no meio em que vive: companheiro, amigas e família são indispensáveis para poder superar aqueles momentos de baixa. 

Sara Cañamero de León

Matrona