O exercício na gravidez faz bem para o coração do bebê

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Durante minhas gravidezes eu levei muito a sério em manter uma atividade física constante. Eu ia nadar duas ou três vezes por semana e caminhava habitualmente, inclusive na reta final, que vivi durante um caloroso verão. Eu me lembro segurando a enorme barriga nas últimas semanas de gestação enquanto caminhava. Tanto o meu médico como as diversas publicações que tinha lido sobre a gravidez falavam das vantagens em manter uma atividade física moderada de forma constante.

Benefícios de fazer esporte na gravidez

o-exercício-na-gravidez-faz-bem-coração-bebê A

O esporte é benéfico para a gestante. A Universidade de Medicina e Biociências de Kansas City, nos Estados Unidos, publicou um estudo que revela que além dos benefícios à mãe, que também fortalece o coração do bebê. 

A pesquisa observou que os bebês das mulheres que faziam um exercício físico de forma regular, ou seja, pelo menos três vezes por semana, tinham um ritmo cardíaco mais baixo. O benefício sobre o bebê se mantinha durante toda a gravidez e pelo menos durante o primeiro mês de vida do bebê.

Os especialistas pensam que as endorfinas que são geradas na gestante quando praticam esporte atravessam a placenta e favorecem assim o desenvolvimento do coração do bebê e o protegem desde o seu nascimento. Além disso, diminui o risco de que o bebê sofra taquicardias durante o processo do parto, que é um sinal de sofrimento fetal

De acordo com as circunstâncias de cada mulher, o médico poderia recomendar uma atividade ou outra, mas para mulheres sem nenhuma complicação ou doença, os esportes como a natação, Pilates, ioga, ginástica específica ou o simples fato de caminhar pelo menos meia hora todos os dias é um exercício altamente benéfico. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com