O exercício físico durante a gravidez

Que tipo de ginástica está mais indicada na gravidez

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Ginástica durante a gravidez. A prática de uma atividade física está recomendada para a maioria das mulheres grávidas. O exercício físico é fundamental durante a gestação, porque traz benefícios tanto para o bebê como para a mulher, controlando seu peso, melhorando seu condicionamento físico, e atuando positivamente no seu estado de ânimo, psicológico e social.

Os benefícios do exercício físico durante a gravidez

A ginástica durante a gravidez

No entanto, se estiver grávida e desejar praticar algum exercício físico, o mais aconselhável é que consulte primeiro ao seu médico sobre os exercícios que pode praticar. A gravidez nao tem porque impedir que a mulher faça ginástica, mas se contar com o aval do médico, melhor para a saúde da mãe como do bebê.

Os resultados da prática de exercícios físicos durante a gravidez são muito positivos. A mulher que pode desfrutar dessa atividade, se sentirá melhor em todos os sentidos. O exercício a ajudará a:

1- Sentir-se mais controlada e com mais energia e vitalidade.

2- Tonificar os músculos das costas, evitando dores, e fortalecendo sua postura.

3- Equilibrar o movimento intestinal.

4- Ativar e fortalecer os movimentos das articulações.

5- Conciliar o sono com mais facilidade.

6- Controlar o estresse e a ansiedade.

7- Melhorar o aspecto da pele.

8- Controlar a respiração e a dor durante o parto.

9- Não acumular gordura durante a gravidez e a recuperar a forma física depois da gravidez.

Os exercícios físicos que a grávida pode praticar e os que não pode

Para começar com os exercícios, tudo dependerá do estado da gravidez e da forma que tenha a futura mamãe. Os exercícios fiísicos terão mais limitações, no caso de que a mulher apresente hipertensão, enjôos, contrações uterinas, hemorragia vaginal, ou fadiga. Em casos mais especiais como as doenças cardíacas, risco de parto prematuro, gravidez múltipla, feto com crescimento inadequado, ou útero frouxo, esta prática está contra-indicada.

Os especialistas no tema afirmam que as melhores atividades para a mulher grávida são as que podem ser praticadas na água, como é o caso da natação e a hidroginástica, porque evitam esforços gravitacionais, diminui a retenção de líquidos, e diminui os incômodos nas costas. O yoga, assim como o Pilates, a dança, ou simplesmente caminhar, também é aconselhável como uma boa alternativa para melhorar a flexibilidade e fortalecer os músculos.

Segundo a maioria dos médicos, as mulheres grávidas não devem levantar peso, nem fazer exercícios abdominais, pelo menos nos primeiros meses. Devem evitar as atividades que incluam saltos, subidas e descidas, empurrões, mudanças radicais de direção, ou que ofereçam riscos de lesão na zona abdominal. Esportes como o esqui, mergulho, e a equitação não são recomendáveis.

Conselhos para começar a fazer os exercícios físicos na gravidez

Se antes de engravidar nunca praticou algum exercício físico, e agora deseja começar com isso, o melhor é fazê-lo pouco a pouco. Deve iniciar com atividades de baixo risco, como é o caso das caminhadas leves, a natação moderada, etc. Se esse não é o seu caso, já que sempre praticou ginástica, poderá continuar com o que fazia antes, diminuindo somente a intensidade e a velocidade dos exercícios, e claro, depois de consultar seu médico.

Para começar com os exercícios, é recomendável que a mulher se sinta cômoda. Para isso, é necessário que vista roupas leves, beba muita água para não se desidratar, e evitar praticar os exercícios em épocas de temperaturas altas. Aqui vão alguns conselhos:

1- Comece gradualmente, de 5 minutos diários, até os 30, agregando 5 minutos a cadsa dia.

2- Além de vestir uma roupa cômoda e folgada, coloque um sutiã adequado para proteger os seios.

3- Beba muita água.

4- Evite fazer exercícios se estiver doente.

5- Observe e comente com seu médico no caso de que observe algum incômodo no seu corpo, como cansaço, enjôos, dificuldade para respirar, dor nas costas, taquicardias. Nosso corpo é sábio, e pode ser que esteja avisando de que algo não está bem. Atenção!!