As dúvidas da mulher no pós-parto

Os principais problemas para a mulher após o parto

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O pós-parto é uma etapa doce e amarga para a mulher. Doce, porque depois de nove meses, a finalmente tem o seu bebê nos braços. Amarga, porque não é uma etapa tão fácil assim para a mulher. As dores físicas se unem aos medos e ao cansaço emocional que afeta o estado de ânimo e as forças da mulher. 

De cara, a maternidade não parece um mar de rosas. Juntamente com as dores devido aos espasmos, da episiotomia e as sequelas da anestesia peridural, aparecem certas dúvidas e temores: ser capaz de dar o peito ao recém-nascido, compreender seus choros, como cuidar do umbigo do bebê, tentar dormir. 

As principais preocupações da mulher durante o pós-parto

As dúvidas da mulher depois do parto

O pós-parto implica numa grande prova para a mulher. Mais ainda para as mães de primeira viagem. Ao cansaço que se arrasta após o pós-parto, se unem as alterações hormonais que propiciam mudanças bruscas no estado de ânimo. Mas, quais são as coisas que tiram o sono da mulher nessa etapa? Rita Salvador, da Cummater, nos conta que o instinto protetor da mãe faz com que essas preocupações tenham a ver com o recém-nascido: 

'As mães se preocupam muito se o bebê está se alimentando corretamente e que elas possam desenvolver bem uma amamentação, se essa for a sua escolha’. 

A alimentação do recém-nascido é a principal preocupação das mulheres após o parto, principalmente se elas serão capazes de dar o peito ao bebê de maneira correta. Por isso, os principais problemas na etapa do pós-parto têm a ver com o aleitamento materno: dúvidas sobre se o bebê está se alimentando bem, se suga o peito de forma correta, se consegue agarrar ao peito, se toma leite suficiente. Também podem aparecer incômodos no peito, como a mastite ou rachaduras no mamilo. 

No entanto, os problemas do pós-parto não se reduzem somente às dúvidas e aos incômodos que chegam com a amamentação. Rita Salvador comenta que as mulheres também se preocupam muito em conseguir voltar à antiga forma e às suas atividades antes da gravidez: 

'As mães se preocupam em como recuperar suas funções normais do dia a dia e serem capazes de gerir o cuidado do bebê e o cuidado com elas mesmas’. 

Recuperar a forma e o peso e se dedicar uns minutos por dia para o seu cuidado pessoal, recuperar sua relação com o marido, lutar contra o cansaço e as mudanças bruscas do estado de ânimo... Sem dúvida, uma etapa complexa, mas cheia de estímulos para a mulher. 

Rita Salvador
Matrona