Uma dica para aliviar a dor das contrações: dançar

Vilma Medina

Vilma Medina

As contrações doem? É uma das perguntas que as mamães de primeira viagem fazem durante a gravidez. Pode ser que em alguns casos, contadíssimos casos não haja dor, mas em geral sim, as contrações doem. 

Para aliviar os incômodos existem vários truques que a gente pode colocar em prática, ainda que nenhum tão original como o de uma mamãe americana cujo vídeo já deu a volta ao mundo. A ponto de dar a luz ela, junto a uma amiga e uma enfermeira começa a dançar. Com uma coreografia muito original ela busca se ‘esquecer’ da dor das contrações

Dançar para aliviar a dor das contrações

uma-dica-para-aliviar-a-dor-contrações A 

Uma mamãe americana parecia ter se esquecido a dor das contrações, enquanto dançava e dava pulos. Com sua bata de hospital e acompanhada de duas outras mulheres, a mamãe movimentava suas pernas com tanta agilidade que não parecia que estava prestes a dar a luz. 

Dançar não é o que realmente funciona para essa mamãe, mas é a capacidade de colocar sua atenção e concentração em outra atividade que a relaxa e transmite um estado de bem estar. Inclusive a liberação de endorfinas que produz a dança pode ajudar a administrar a dor. 

Essa ação, junto com a de caminhar ajuda com que o bebê desça pelo canal do parto e o nascimento aconteça antes. 

Técnicas para administrar a dor das contrações 

- Técnicas de respiração: uma respiração profunda controlando a quantidade de oxigênio que entra nos pulmões ajuda a relaxar os músculos ao mesmo tempo em que transporta esse oxigênio ao bebê.  

- Massagens: sobretudo na região lombar. O papai pode participar assim e ajudar sua companheira com massagens lombares que aliviam a dor e relaxa os músculos. 

- Banheiras de dilatação: em algumas clínicas dispõem dessas banheiras que são cheias de água morna para proporcionar uma sensação de bem estar à mamãe. 

- Técnicas de meditação e relaxamento: como o Mindfulness ou a ioga. É importante começar antes do parto.

- Posturas: algumas posições aliviam a dor como deitada com as pernas para cima ou de lado. 

- Criar um ambiente relaxado: colocar música que favoreça o relaxamento e focar a mente em momentos que transmitam paz. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com

Como ensinar a uma criança como nascem os bebês

Como ensinar a uma criança como nascem os bebês

Gabriela Prado é psicóloga e doula e atende mais de 20 partos por ano. Mas, Gabriela também é mãe. Um dia, ao chegar a casa, os seus filhos Malu e Leo, de 7 e 5 anos lhe perguntaram: mamãe, em que consiste o seu trabalho?. Ela aproveitou para contar-lhes como os bebês nascem. Sabe o que os seus filhos fizeram? Interpretaram o trabalho da mamãe.

Por que dar a luz a meninas dói menos

Por que dar a luz a meninas dói menos

Você se lembra do momento do parto? Na maioria dos casos, este sentimento é uma mescla de dor, estresse, medo e finalmente alegria. Mas, se você já teve um menino e uma menina, lembra-se se foi diferente? Segundo cientistas da Universidade e o Hospital de San Cecilio de Granada, dar a luz a uma menina dói menos do que dar a luz a um menino.

O que realmente acontece depois do parto

O que realmente acontece depois do parto

Ter um bebê nos braços pela primeira vez é um dos momentos mais maravilhosos que uma mãe ou um pai podem vivenciar. No entanto, existe outra realidade que pode acontecer poucos dias depois do bebê nascer e que pode ser devastadora para muitas mães. Isso é o que acontece alguns dias depois de dar a luz.

Parto cesárea: bom ou ruim?

Parto cesárea: bom ou ruim?

Há pouco tempo estive falando com uma amiga sobre o próximo nascimento do seu filho. Ela me comentou com toda tranquilidade que já sabia exatamente quando o seu filho nasceria uma vez que uma cesárea estava programada. A causa eu não quis perguntar, mas eu gostei que ela vivesse aquela situação com tanta tranquilidade, enquanto outras mulheres ficam com o cabelo em pé só em pensar nisso.

Sintomas do parto: rompimento da bolsa amniótica

Sintomas do parto: rompimento da bolsa amniótica

A bolsa de líquido amniótico que envolve o bebê se rompe. Isso se denomina rompimento do líquido amniótico e é um dos sintomas do parto, no caso em que a gestante tenha passado a barreira das 37 semanas de gravidez. Quando a bolsa se rompe você notará que sai pelos genitais um líquido transparente ou amarelo claro.

0 comentarios