Depressão en Guiainfantil.com Brasil

Depressão

Em que consiste a depressão pós-parto

A Depressão pós-parto consiste no desenvolvimento de uma depressão na mãe após o nascimento do seu filho. Às vezes, essa depressão pode ter uma explicação fácil, seja porque o filho não era desejado ou porque não nasceu dentro das normalidades.

A depressão pré-natal afeta o desenvolvimento do bebê

No Brasil, segundo o estudo do Coren (Conselho Regional de Enfermagem, cerca de 10% das gestantes sofrem de depressão pré-natal. As mulheres que já apresentaram um quadro depressivo antes da gravidez estão mais propensas a apresentar durante a gestação.

Depressão durante a gravidez

A gravidez é uma bomba relógio emocional, e segundo especialistas pode acontecer durante a gestação um estado de depressão parecido aos produzidos depois do parto. Estados de tristeza ocasional pelas mudanças experimentadas fisicamente e a responsabilidade crescente é bastante comum estando grávida.

O que se pode fazer contra a depressão pós-parto

Se, ao dar a luz você sente sintomas de depressão, ou seja, se sente triste, ansiosa, irritada e cansada, lembre-se que esse é um transtorno comum que afeta a muitas mulheres depois da gravidez. A depressão pós-parto não é algo raro e, além disso, existe uma solução eficaz para tirar-lhe dessa situação.

Mulheres que se sentem tristes após o parto. É normal?

Após o parto é bastante frequente experimentar um sentimento de tristeza. Toda mãe imagina que a ‘flecha amorosa’ estaria assegurada e o amor surgiria no primeiro instante entre ela e seu bebê, mas pelo contrário, muitas vezes ela se sente desnorteada diante de um bebê insociável e chorão. Isso é normal?

A cantora Adele explica o que sente uma mãe com depressão pós-parto

Calcula-se que a depressão pós-parto afete 3 de cada 10 mulheres que acabam de dar a luz. E, no entanto, poucas pessoas conhecem algumas delas... Por quê? Porque continua sendo um assunto que as próprias mães ocultam. A cantora Adele conta o que sentiu durante a depressão pós-parto.