A cantora Adele explica o que sente uma mãe com depressão pós-parto

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

'Eu sentia que ao ter o meu filho eu tinha tomado a pior decisão da minha vida’. Assim, com essas palavras tão duras, a famosa cantora Adele explica que o que sente uma mulher com depressão pós-parto, um tema tabu que muitas mulheres tentam ocultar, por medo de serem tachadas de ‘mães ruins’. 

Calcula-se que a depressão pós-parto afete 3 de cada 10 mulheres que acabam de dar a luz. E, no entanto, poucas pessoas conhecem algumas delas... Por quê? Porque continua sendo um assunto que as próprias mães ocultam.  

A cantora Adele explica o que se sente ao ter depressão pós-parto

a-cantora-adele-depressão-pós-parto A 

Talvez com gestos como este, o assunto da depressão pós-parto comece a ser visto com algo natural, que pode acontecer a qualquer mãe, sem respeitar condição nem raça. Tanto faz estar encantada e ter buscado a gravidez até se deparar com a situação. A gravidez é vivida com muita emoção e intensidade, mas sem mais nem menos ao nascer vem a depressão. 

A cantora Adele reconhece que nos meses posteriores ao parto sentiu uma terrível sensação de asfixia, de estar presa num lugar que não lhe correspondia, de ter tomado uma decisão de que se arrependia: 

'Tive uma séria depressão pós-parto e me assustou muitíssimo. Eu estava obcecada com o meu filho. Eu me sentia muito inadequada, como se tivesse tomado a pior decisão da minha vida... Não queria estar com o meu filho... Eu ficava preocupada de poder fazer algum dano a ele e não estar fazendo um bom trabalho’. 

A cantora confessa que é um assunto que afeta a muitas mães que tentam esconder sua situação. De fato, ela mesma assegura ter falado com quatro amigas com depressão pós-parto que nunca quiseram contar à sua família o que lhes acontecia. E reconhece que muitas vezes as mulheres se tornam mães pela pressão social, ‘porque é o que os adultos fazem’... Diz a cantora. 

Os principais sintomas da depressão pós-parto

Sofrer uma depressão pós-parto não significa que uma mãe não ame ao seu filho, mas que pensa que não está preparada para cuidá-lo de forma correta. De repente, sua vida é virada de cabeça para baixo e os seus espaços íntimos e pessoais são invadidos até quase desaparecer. Muitas mulheres sentem que se asfixiam, que não podem com essa carga... E, no entanto, não é algo opcional. A depressão pós-parto atende a fatores hormonais, genéticos, psicológicos e circunstanciais, e pode durar vários meses. Alguns sintomas da depressão pós-parto:   

- Você deveria estar feliz, mas não está. 

- Você sente vontade de chorar constantemente. É uma tristeza profunda.

- Ansiedade, estresse, raiva. 

- Dificuldade para dormir

- Você sente que pode fazer dano ao seu bebê. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com