Quando a gravidez se prolonga além da conta

O que acontece se passa o tempo e você não entra em parto

Vilma Medina

Vilma Medina

A duração normal da gravidez nos seres humanos pode ser de até 42 semanas – o equivalente a 294 dias – contando a partir da data da última menstruação. Acima desse período a gente considera como uma gravidez cronologicamente prolongada.

O que acontece nos casos em que a futura mamãe atinge o tempo limite e o bebê não se anima a sair?

Que risco pode ter uma gravidez mais além das 42 semanas

quando-a-gravidez-se-prolonga-além-da-conta A

A duração excessiva pode acarretar em riscos para o bebê ou dificultar o seu nascimento.

1. Bebê grande ao nascer: Uma das associações mais frequentes a esta circunstância é o maior tamanho do bebê, o qual pode complicar o parto, sendo mais frequente neste caso o aparecimento com a extração dos ombros ou da necessidade de fazer uma cesárea ou um parto instrumental.

2. Falta de líquido amniótico: A gravidez cronologicamente prolongada se associa a uma menor quantidade de líquido amniótico, o qual também está relacionado com uma má função da placenta. A placenta assegura os nutrientes ao futuro bebê e o seu inadequado funcionamento pode produzir uma contribuição reduzida de oxigênio ao feto. Isso também está relacionado com o aparecimento de sofrimento fetal. A falta de líquido amniótico também pode produzir problemas renais e compressão do cordão pela diminuição do espaço na cavidade amniótica. Também é mais frequente que nele apareça mecônio (a primeira deposição do bebê recém-nascido). 

3. O aspecto do recém-nascido é diferente: Em muitas ocasiões, estes bebês têm uns aspectos bem característicos: a pele enrugada e com lanugo – pelo corporal que desaparece com o passar do tempo – e aspecto de ter emagrecido com pouca reserva de gordura. 

4. Em casos excepcionais, a morte do bebê: A prolongação excessiva da gravidez está relacionada com a morte do bebê dentro do útero. 

Para evitar todos estes problemas, a partir da 41ª semana se planeja realizar uma indução do parto, com prostaglandinas e ocitocina sintética, simulando o processo que a mulher realiza normalmente quando o processo se desenvolve de maneira natural. 

Julita Fernández

Matrona e Professora de Dança Oriental para gestantes

O parto. Contrações, dilatação e expulsão

O parto. Contrações, dilatação e expulsão

As fases do parto. O parto tem 3 fases distintas: contrações, dilatação e expulsão do bebê. Ser mamãe é um trabalho que se aprende na prática, e a preparação para o parto é um trabalho de informação que ajudará a mãe estar mais tranquila e confiante quando chegar a hora.

A cesárea supera a metade dos partos no Brasil

A cesárea supera a metade dos partos no Brasil

Ainda que a quantidade de partos por cesárea não deveria, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), superar 15% dos partos, a prática desse método em muitos países continua aumentando. Um deles, o Brasil, se converteu no país com mais cesáreas do mundo. 52% dos partos que ali são realizados são por cesárea.

Os primeiros problemas do casal após o parto

Os primeiros problemas do casal após o parto

Depois do nascimento de um bebê as coisas mudam no casal e é algo inevitável. É uma mudança importante no casal que tem que saber lidar para que a relação amorosa entre duas pessoas não desmorone. Parece que quando nasce um filho não há dinheiro, não há tempo e não há sexo. Como um casal pode ter uma boa relação dessa maneira?

Recuperação no pós-parto. Os primeiros dias

Recuperação no pós-parto. Os primeiros dias

Depois de dar a luz, muitas mães sentem que o seu estado de saúde não é bom e que seus incômodos a impedem de desfrutar do seu bebê recém-nascido como ela havia sonhado. Devido a essa falta de informação, muitas mulheres ficam alarmadas diante de situações que são completamente normais depois do parto.

Quando dar a luz pode se converter num pesadelo

Quando dar a luz pode se converter num pesadelo

Para a maioria das mulheres que já tenham tido a experiência e o prazer de dar a luz, o momento do parto, além dos incômodos próprios da circunstância tenha sido único e pleno e inesquecível. Infelizmente, existem casos em que isso não acontece e que por circunstâncias inesperadas, o bebê acaba chegando ao mundo em meio a um verdadeiro turbilhão.

Os medos da futura mamãe na gravidez

Os medos da futura mamãe na gravidez

A gente passa meses desejando engravidar... E um dia acontece e finalmente estamos grávidas! Muitas de nós levarão muito tempo para que isso aconteça, já outras serão pegas de surpresa, outras passarão por problemas físicos, emocionais e mentais para consegui-lo e outras, no entanto levarão tempo para assimilar a notícia.

0 comentarios