O que é a placenta e para que serve

O que é e qual a função da placenta durante a gravidez

Vilma Medina

Vilma Medina

Temos ouvido falar muitas coisas sobre a placenta. Entre elas, que podem ser utilizadas na elaboração de cremes cosméticos ou que algumas pessoas estariam dispostas a prová-la após o parto. Mas, o que é exatamente a placenta? Que utilidade ela tem durante a gestação? Ela é sempre igual ou ela evolui? O que há de concreto na quantidade de propriedades que lhe atribuem?

O que é a placenta e para que serve durante a gravidez

o-que-é-a-placenta-e-para-que-serve A

A palavra ‘placenta’ vem do latim e significa ‘pastel folhado’. O certo é que é um órgão de aparência viscosa, com uma forma mais ou menos circular que existe somente e exclusivamente nas gestantes. Ou seja, que cresce durante a gestação e é expulsa no parto após o nascimento do bebê. Mede 25 cm de diâmetro, tem uma espessura de 2,5 cm e pesa aproximadamente meio quilo. 

A placenta é o órgão mais importante para o bebê porque é o que o mantêm vivo até o seu nascimento. Ela fornece alimento ao bebê, oxigênio e lhe facilita a excreção (elimina os dejetos que o bebê produz). Aloja-se na parte interna do útero e está em contato direto com o sangue da mãe.

Mas, do que é feito a placenta? Como se forma? A placenta nasce a partir das mesmas células das que nascerá o bebê: do óvulo e do espermatozóide. Começa a se formar a partir da segunda semana de gravidez e tem dois componentes: um deles é uma porção fetal e a outra é uma porção materna. 

Evolução da placenta durante a gravidez

A placenta é um órgão que evolui com o tempo. Evolui ao longo da gravidez, desde que se implanta (na segunda semana de gravidez) até o final da gravidez. Pode-se dizer que é um órgão que nasce, cresce e morre. As mudanças mais evidentes se desenvolvem nos primeiros quatro meses de gravidez, sobretudo pelo aumento paulatino de tamanho. A partir de então, a placenta sofrerá mudanças muito leves até o último mês de gestação. Irá envelhecendo e a sua capacidade para outorgar nutrientes ao bebê diminuirá. 

O que une o bebê com a placenta

A placenta recebe todos os nutrientes que transporta o sangue da mãe. Mas, como o bebê recebe esses nutrientes: Através do cordão umbilical. É o que une, por sua vez, o bebê com a placenta. O cordão umbilical é um ducto vascular por onde circulam os nutrientes e o oxigênio desde a placenta até o bebê, e por onde retornam os dejetos e o dióxido de carbono do bebê à placenta. Em nenhum momento o sangue da mãe e do bebê se misturam. 

A placenta é um órgão quase perfeito

Pode-se dizer que a placenta é um órgão quase perfeito pela quantidade de funções que ele realiza durante a gravidez: 

- Possibilita a circulação de oxigênio, aminoácidos, gorduras e glicose entre a mãe e o bebê. 

- Consegue eliminar os dejetos do bebê e purificar o sangue.

- É capaz de gerar hormônios que transformam o metabolismo da mãe para assegurar o correto desenvolvimento da gravidez (entre os hormônios que a placenta gera está a famosa Gonadotrofina Coriônica Humana, a que faz que o teste de gravidez dê positivo). 

- Consegue que o sistema imunológico da mãe não considere o feto como ‘um intruso’ que deve ser eliminado. Ou seja, o protege. 

- Serve de barreira para frear substâncias nocivas para o bebê, como os vírus, parasitas e bactérias. Ainda que neste caso não seja completamente perfeita: existem outras substâncias que conseguem atravessar a placenta, como é o caso das drogas, o cigarro, a cafeína e o álcool. Ou doenças como a toxoplasmose. 

- Oferece proteção física: junto com a bolsa do líquido amniótico, oferece ao bebê um lugar acolhedor e seguro, com uma temperatura constante e proteção diante de golpes externos ou mudanças bruscas de temperatura.

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com

Vacina contra o câncer do colo do útero a partir dos 9 anos

Vacina contra o câncer do colo do útero a partir dos 9 anos

O câncer do colo do útero, causado pelo vírus HPV (Human Papiloma Vírus), é a segunda maior causa de morte em mulheres no mundo. A imunização é recomendada para meninas a partir dos 9 anos.

Por que usar a música durante a gravidez

Por que usar a música durante a gravidez

Começar a desenvolver exercícios de estimulação musical dentro do útero materno é muito benéfico para o bebê e para o seu posterior desenvolvimento. A música faz parte completamente de todo esse processo. Conheça alguns benefícios da música para o bebê.

Sangramentos no primeiro trimestre de gravidez

Sangramentos no primeiro trimestre de gravidez

As perdas de sangue sempre são motivos de preocupação durante a gravidez. Se em algum momento da gravidez aconteçam perdas de sangue pela vagina, devemos procurar o nosso ginecologista e guardar repouso, ainda que não necessariamente signifique a perda do bebê.

A luz e o desenvolvimento do olho do bebê durante a gravidez

A luz e o desenvolvimento do olho do bebê durante a gravidez

Todos nós sabemos que a luz solar é um remédio natural, alimento e fonte de energia para o nosso corpo e que, além de tudo é gratuita. Agora também se sabe que é um recurso muito importante para o desenvolvimento normal do olho do bebê durante a gravidez.

10 coisas que o bebê faz dentro do útero materno

10 coisas que o bebê faz dentro do útero materno

Até a 18ª semana, as gestantes podem sentir já os chutinhos do seu bebê, seus cotovelos, às vezes sua mãozinha e inclusive tem soluços. Os pais não podem vê-lo, mas a experiência lhes permite diferenciar um movimento de outro até o último trimestre de gravidez.

Etapas do parto: expulsão da placenta

Etapas do parto: expulsão da placenta

Quando chegar a etapa do parto que você terá que expulsar a placenta, você já terá feito o trabalho mais complicado e intenso. A fase das dilatação e contrações frequentes já passaram e você está cansada, mas terá que tirar uma forcinha a mais para essa etapa do parto.

0 comentarios