Vacina contra o câncer do colo do útero a partir dos 9 anos

O vírus HPV (Vírus do papiloma humano) é a segunda maior causa de morte em mulheres

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O câncer do colo do útero, causado pelo vírus HPV (Human Papiloma Vírus), é a segunda maior causa de morte em mulheres no mundo. A imunização é recomendada para meninas partir dos 9 anos.

Além de causar lesões na pele e nas mucosas genitais (vulva, vagina, colo do útero e pênis), o HPV está diretamente ligado ao desenvolvimento do segundo tipo de tumor que mais causa morte em mulheres em todo o mundo, o câncer de colo do útero.

Como se transmite o vírus HPV

A vacina contra o câncer de colo do útero

Os médicos aconselham que a mulher tome a vacina contra o HPV antes do inicio da sua vida sexual. A vacina não é um tratamento e sim uma prevenção contra o vírus. Uma vez que o HPV se manifesta, não há como tratá-lo. Os remédios só agem sobre os sintomas que ele provoca, como as verrugas.

Além do ato sexual, o papilomavírus pode ser transmitido pelo toque com uma região afetada, por isso o uso de camisinha em todas relações é muito importante, mesmo não oferecendo proteção completa. Especialistas defendem a realização do Papanicolau, exame capaz de detectar alterações antes que evoluam para o câncer, além do teste de HPV.
 
Engana-se quem acha que o HPV é uma ameaça apenas para o sexo feminino. Chega-se a estimar que 60 por cento dos homens entre 18 e 70 anos tenham HPV no pênis, sendo o tratamento muito doloroso, feito através de corte, congelamento ou queima da região afetada. 

Vacina contra o HPV

Já existe vacina contra o vírus, que protege contra os HPVs mais perigosos (são mais de 100 tipos), e é recomendada para mulheres entre 9 e 26 anos. Dentre os países que aprovam a vacinação, mais de 40 indicam a aplicação em meninos entre 9 e 15 anos. 
 
No Brasil, as vacinas não são oferecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), somente encontradas em clínicas privadas.