Afogamento. Primeiros socorros para as crianças

Muito cuidado quando a criança estiver na banheira ou piscina

Se uma criança estiver se afogando e não for resgatada rapidamente poderá se asfixiar. A criança pode se afogar até em cinco centímetros de água. Por isso muita atenção quando estiver perto de um balde, tanque, banheira, rio, piscina ou água da praia. Qualquer descuido pode ser fatal.

Afogamento é a quarta causa de morte acidental em adultos e a terceira em crianças e adolescentes em todo o mundo. No Brasil, pela imensidão de rios e o tamanho do litoral representam fatores de risco para que os afogamentos sejam muito preocupantes.

O que fazer em caso de afogamento

Afogamento-primeiros-socorros-crianças A

No caso de afogamento em grande quantidade de água, a primeira coisa é resgatá-la, se possível sem entrar na água.

Veja se a criança está respirando. Se estiver coloque-o de lado para expelir a água que bebeu.

Se não estiver respirando, aplique a respiração boca a boca e massageie o tórax da criança. Recuperar a respiração o mais rápido possível é muito importante para evitar que a criança sofra alguma lesão cerebral.

Procure deixar a cabeça da criança numa posição mais baixa que o peito para evitar que se afogue com seu próprio vômito.

Leve a criança para um lugar mais quentinho e seco mais próximo possível e coloque cobertores ou algo que a aqueça.

Confira sua respiração e pulso. Se estiver consciente, coloque-a em posição de recuperação e controle sua respiração. Acalme a criança.

Troque suas roupas úmidas e isole-a do frio.

A criança deve receber ajuda médica imediatamente, assim que possível.

0 comentários