Recomendações para evitar o sequestro do seu filho

Como evitar sequestro de crianças

Vilma Medina

Vilma Medina

No mundo todo o sequestro infantil tem se tornado cada vez mais frequente, e os requintes de crueldade são marcantes. Lugares como teatros, parques, circos, clubes sociais, etc. são alvo de sequestradores de crianças.

Num simples descuido a criança já não está ali. Muitas vezes sequestram e pedem dinheiro pelo resgate, mas em outras com covardia e violência, muitos tem abusado sexualmente e depois matam friamente, atingindo toda família e a sociedade como um todo.

Cabe aos pais e professores, orientarem filhos e alunos a se protegerem corretamente, uma vez que é impossível estarem com eles o tempo todo.
O diálogo e aconselhamento diário são essenciais. Promovam discussões nas escolas, com vizinhos, etc.

Recomendações básicas para as crianças contra os sequestros

Contra sequestros de crianças

- Evitar ir sozinho à escola. A companhia de um adulto é sempre necessária.
- Não aceite nada de desconhecidos (doces, balas, chicletes).
- Conte sempre com a ajuda de policiais ou segurança da própria escola.
- Quando estiver dentro de veículo, mantenha o pino da porta abaixado.
- Quando estiver esperando transporte para a escola, ou quando voltar à casa, evite os pontos de parada escuros ou sem movimento.
- Não acredite em recados de estranhos como se estivessem trazendo recado de familiares.
- Caso se sinta seguido por algum estranho, entre na primeira casa habitada e peça socorro.
- Se alguém o atacar, grite, esperneie e faça muito barulho pedindo ajuda.
- Se moleques de rua o agredirem para tomarem sua mochila ou tênis, entregue o que pedem. Quando puder peça ajuda à polícia.
- Nunca aproxime-se de algum veículo quando te oferecerem carona ou pedirem alguma informação. Não dê atenção e afaste-se.
- Se estiver desacompanhado e alguém o incomodar, grite bastante para chamar a atenção, principalmente se quiserem pegar no seu corpo.
- Se você ainda não consegue guardar na memória o seu endereço ou o telefone de sua família, peça que os escrevam em um cartão e carregue-o sempre com você.
- Caso precisar de ajuda, produre um policial.

Recomendações para os pais contra os sequestros

- Quando for levar seu filho à escola, entregue-o somente ao monitor da escola na entrada. Caso utilize de serviço de transporte, informe-se muito bem sobre o condutor, pegando informações com outros pais e professores da escola.
- Portas e travas de carros sempre fechados.
- Apresente seus filhos aos policiais do seu bairro, torne-os seus amigos e conhecidos.
- Toda criança deve saber seu endereço, telefone, nome dos pais, ou responsáveis, ou de quem vai buscá-la na escola.
- Sempre oriente seu filho a andar em grupo em qualquer trajeto e longas caminhadas. Nunca andar sozinho em locais isolados próximos à escola.
- Ensine seus filhos a não aceitarem nada de estranhos nem darem atenção a eles.
- Evite parar em fila dupla e não demore no embarque ou desembarque.
- Fale aos filhos que não aceitem convites de estranhos para entrarem em carros, ir à praia, entrar em casas, terrenos ou garagens, mesmo que ofereçam doces, sorvetes, chocolates ou refrigerantes. Esse é um recurso muito usado por pedófilos, maníacos, sequestradores e tarados. Oriente-os a gritarem muito por socorro e chamarem a polícia.
- Esclarecer desde a infância sobre os perigos das drogas e consequências.
- Más companhias conduzem ao crime e às drogas. Selecione as companhias de seus filhos e o ambiente que eles freqüentam (clubes, festinhas, casas de jogos eletrônicos etc.).

Os sequestros, cada vez mais comuns, quando não acabam em morte da criança, pode gerar inúmeros traumas em quem sofreu a violência e nos seus familiares. Por isso todo cuidado é pouco. Basta um único momento de descuido e tudo pode acontecer. Cuide do seu maior bem aqui na terra: seus filhos.

Causas da violência escolar

Causas da violência escolar

As causas do bullying podem estar nos modelos educativos a que são expostas as crianças. Em seu artigo intitulado Bullying: um medo de morte, a psicóloga e jornalista Henar L. Senovilla, afirma que as causas que podem fazer aparecer a agressão são incalculáveis, tanto nas formas em que se manifestam como nos prejuízos que ocasionam. Em geral as causas ou fatores que o provocam podem ser pessoais, familiares e escolares.

Violência escolar ou Bullying

Violência escolar ou Bullying

A violência escolar é uma ameaça às crianças. Bullying é uma palavra inglesa que significa intimidação. Infelizmente, é uma palavra que está em moda devido aos inúmeros casos de perseguição e agressões que se estão detectando nas escolas e colégios, e que estão levando a muitos estudantes a viverem situações verdadeiramente aterradoras.

Consequências da violência escolar

Consequências da violência escolar

As consequências do bullying são incalculáveis para a vítima e para o agressor. O bullying não está ligado a distinções sociais ou de sexo. Apesar da crença que os centros escolares situados em zonas menos favorecidas são por definição mais conflitivos, o certo é que o bullying faz-se presente em quase qualquer contexto. Em relação ao sexo, tão pouco apresenta diferenças, a menos no que diz respeito às vítimas, posto que no perfil do agressor, há predominância dos homens.

Papel dos pais diante da violência escolar

Papel dos pais diante da violência escolar

Que podem fazer os pais quando seu filho é o agressor ou a vítima na escola. A intervenção dos pais, tanto da vítima como do agressor, diante da ocorrência deste fenômeno é fundamentalmente necessária. Siga alguns conselhos de como devem reagir os pais.

O agressor e a vítima da violência escolar

O agressor e a vítima da violência escolar

Tanto o agressor como a vítima sofrem. Portanto, necessitam ser escutados, atendidos e tratados. Segundo José Maria Avilés, psicólogo, especialista e estudioso no tema “violência escolar”, assegura que 6% dos alunos são vítimas deste fenômeno. Mas adverte que é preciso tratar o agressor com prudência e não ver fantasmas onde não existem. A agressão escolar não é um problema novo nem isolado, e que o primeiro que tem que fazer nestes casos é identificar a vítima e o agressor. E ter a consciência de que ambos sofrem, e portanto, necessitam ser atendidos e tratados.

Prevenção e controle da violência escolar

Prevenção e controle da violência escolar

Tanto a família como a escola podem estabelecer regras para evitar a violência escolar. É possível proteger seu filho para que não se converta em um agressor ou em uma vítima de agressão? Claro que sim. Pelo menos existem algumas pautas que podem ajudar tanto a família como os educadores e a sociedade de um modo geral, a prevenir este fenômeno. Lutar contra o abuso é uma responsabilidade de todos. Cada parte implicada deve cumprir seu papel.

Livro sobre a violência nas escolas

Livro sobre a violência nas escolas

Violências nas escolas é um livro que apresenta um estudo analítico dos fenômenos de violência nas escolas, incluindo a descrição de muitas maneiras em que a violência se expressa, e exemplos explícitos de como a experiência de violência é vivida e sentida de acordo com os indivíduos envolvidos, em que as vítimas dos jovens estudantes não fazem parte necessariamente da comunidade escolar. Estes fenômenos incluem globalização e exclusão social.

Abuso de antibióticos em bebês e crianças

Abuso de antibióticos em bebês e crianças

O que são os antibióticos? A resistência aos antibióticos está se convertendo em um grande problema. Os antibióticos são medicamentos que combatem (ou previnem) infecções por bactérias. Os antibióticos não podem combater infecções virais tais como resfriados e gripe.

Meu filho pode estar sofrendo abuso sexual?

Meu filho pode estar sofrendo abuso sexual?

Como identificar quando meninos ou meninas sofrem abuso sexual. A criança que é vítima de abuso sexual prolongado, normalmente desenvolve uma perda da auto-estima, tem a sensação de que não vale nada e adquire uma perspectiva anormal da sexualidade. A criança pode ficar muito retraída, perder a confiança em todos os adultos e pode até chegar a pensar em suicídio.

Prevenção de abuso sexual na infância

Prevenção de abuso sexual na infância

Medidas preventivas contra a pederastia infantil. Prevenir o abuso sexual infantil é uma tarefa difícil para os pais, responsáveis, e a sociedade em geral, por isso todos devemos estar envolvidos nisso.

As consequências do abuso sexual infantil

As consequências do abuso sexual infantil

O que pode acontecer a uma criança que sofreu abuso sexual. O papel da família é essencial na recuperação física e emocional da criança que sofreu abuso sexual. A atenção que deverá proporcionar a esta criança não deve somente centrar-se no cuidado das suas lesões físicas, mas deve ser acompanhada por outros profissionais para dar-lhe também acompanhamento psicológico.

O que dizer e fazer com a criança que sofreu abuso sexual

O que dizer e fazer com a criança que sofreu abuso sexual

As crianças raramente inventam histórias de abuso sexual. Os que abusam sexualmente das crianças podem fazer com que a criança fique extremamente temerosa de revelar as ações do agressor, e somente quando fazemos um esforço para ajudá-la a sentir-se segura, é que se consegue que a criança fale livremente. Se uma criança diz que foi molestada sexualmente, os pais devem fazê-la sentir-se que o que passou não foi culpa sua. Os pais devem buscar ajuda médica, denunciá-lo, e levar a criança para um exame físico e ao psiquiatra para uma consulta.

Os símbolos da pedofilia

Os símbolos da pedofilia

Os pedófilos estão se comunicando e se identificando através de símbolos. Proteja seu filho da pedofilia. Não é nossa intenção que saiam à rua procurando em pessoas alguns dos símbolos que são considerados pela polícia como os logotipos utilizados por pedófilos, para identificar suas preferências sexuais. Esse alerta é para que estejam atentos. Queremos ainda deixar claro que se por acaso alguma pessoa for vista usando acessórios com símbolos iguais ou semelhantes, ela não é necessariamente um pedófilo, pois muitos desses desenhos já existem há muito tempo.

5 comentarios

  • Marcelly

    2012-08-07 19:50:34

    Nossa tenho muito medo de ser sequestrada dêem mais dicas por favor , tá ok?

  • carolaine helena xavier

    2011-05-31 11:59:11

    ;)vc a pessoa que esta lendo sse vc sofre de abuso sexual nao fique ai para do cora e denuncie, nao presisa ficar com medo pq o medo ti leva a fazer loucuras,então agora nesse instanti cora e denuncie,pq vc tem esse poder,e se seu amigo mãe primos etc tb esta sofrendo converse com ele e fala para ele que isso pode acabar e só ter força de vontade..tchau e obrigado por ler

  • kelly-12 anos

    2011-03-10 16:09:52

    Oi!!!Primeiro,quero contar a historia de uma amiga minha.Ela me contou que ao 7 anos de idade foi sequestrada,ela estava na escola e um homem estava oferecendoo doces e ela foi o homem sequestrou ela,e mandava ela dar o telefone da mão dela,ele temtou beija-la,mais ela muito esperta ligou para sua mãe e deixou no viva a voz,e foi perguntando ''onde a gente tá?''Qual e seu nome''?e a mão dela chamou policia e conseguiram prender o sequestrador e pedofilo,podia ter acontecido o pior que isso seja de aviso,se um homem ou uma mulher esta com vontade de fazer sexo,não faça isso com criaçãs,va a um cabare,por que se ''a pessoa'' for presa vai se muito pior!!!isso é só um alerta pra todas os pais e crianças!!!

  • Solange

    2010-11-11 05:54:00

    Como mãe de dois rapazes, um de 13 e outro de 24 anos, estou sempre atenta a tudo na medida do que posso. Mas sempre alertando-os para os perigos das ofertas vantajosas de estranhos.Acredito que o diálogo familiar é fator importantíssimo para a defesa de nossos filhos.Quero parabenizar o site por nos proporcionar o acesso a informações importantes para o nosso cotidiano. :)

  • Firmino

    2010-09-01 15:09:28

    Primeiro quero parabanilar pelo site, que veio oferecer oprtunidade de ampliar nossos conhecimentos nesta area tão importante e tão controvertido o debate sempre contribue para melhorar a compreensão do fenomeno e ajudar as pessosa a se defenderem....

Ad