Quando o bebê pode tomar sol

A partir de que idade o bebê pode tomar sol

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Ultimamente, com o efeito estufa e o aquecimento global, as discussões sobre a exposição solar tem se intensificado, principalmente através de debates pediátricos e dermatológicos. A partir que idade o bebê pode tomar sol? Qual o melhor horário? Qual o melhor filtro solar para eles? Quando começa o bom tempo, essas são algumas das dúvidas que têm os pais.

Com a diminuição gradativa da camada de ozônio, que protege a pele da radiação solar, está comprovado que o sol de hoje é muito mais prejudicial do que há décadas atrás. Através de pesquisas, sabemos que a quantidade de radiação solar que a pele recebe até os 20 anos de idade é responsável por cerca de 90 por cento dos cânceres de pele no futuro.

Como prevenir problemas de pele nos bebês

Proteçao solar para bebês

Como as campanhas de prevenção em relação à radiação solar tem aumentado, queremos deixar claro que o sol não tem efeitos somente nocivos. É através do sol que a vitamina D é metabolizada e indispensável para a absorção de cálcio. Mas é preciso cautela em tudo. Nos EUA, por exemplo, a Academia Americana de Pediatria recomenda que as crianças não tomem sol antes dos 6 meses.

No Brasil, a recomendação é que o tempo de sol para bebês vá aumentando progressivamente, começando com 5 minutos, e ir aumentando de 5 em 5 minutos, chegando no máximo 20 minutos, sempre antes das 09:00h e depois das 16:00h, podendo expor os bracinhos e perninhas do bebê, barriguinha e costas. Deve-se sempre evitar sol na cabeça e no rosto. Sempre é bom orientação médica em qualquer caso.

A importância da incidência de raios UV é tão importante hoje em dia, que vários sites que informam o clima, o tempo, estão informando o índice de raios UV, que variam de zero (muito baixa) até 10 (muito alta).

Vale ressaltar que não se deve utilizar filtros ou bloqueadores solar em crianaças menores de 6 meses, pois pode ser tóxico ao organismo do bebê. Após os 6 meses, o filtro já é seguro. A ingestão oral de vitamina D continua importante.

Recomendações quanto ao uso de filtro solar nas crianças

- Deve-se perguntar ao pediatra o FPS (Fator de Proteção Solar) para cada idade e tipo de pele dos bebê e crianças. E o bloqueador deve ser hipoalergênico a partir de 15 FPS. Lebre-se sempre dos horários saudáveis.

- O filtro solar deve ser passado de 15 a 30 minutos antes do início da exposição ao sol, e de preferência com a criança sem roupa.

- Mesmo com o uso de filtro solar a criança deve estar protegida com boné e camiseta.

- O filtro solar deve ser repassado sempre que houver longa permanência na água ou após exercícios físicos. Existem filtros especiais e mais resistentes à água.

- Os lábios não devem ser esquecidos: é importante usar um filtro solar labial com FPS 30.

- Mesmo nas crianças é fundamental usar creme hidratante após exposição solar e após o banho (2 a 3 vezes ao dia).

- A criança deve ingerir muito líquido: água, chá, sucos, frutas, sorvetes e até isotônicos, quando o calor for intenso.

- O contato com cítricos (suco ou sorvete de laranja, limão ou lima) pode causar manchas na pele se houver exposição solar.

Com cuidados simples podemos evitar problemas futuros e aproveitar o melhor do sol de cada dia com os nossos filhos.