Quando e como aplicar as técnicas de estudos às crianças

Que métodos podem usar os pais para ajudar aos seus filhos a estudar

Vilma Medina

Vilma Medina

Quando se começa ou se termina um novo curso escolar, as crianças têm as melhores intenções do mundo. Mas muitas vezes ficamos apenas nisso, nas boas intenções. E temos que dizer que não vale apenas boa vontade. A gente se empenha em fazer tudo o que nos propomos, mas depois chega o difícil, manter o horário, encontrar tempo, etc., e depois de um mês já abandonamos quase tudo.

E não é falta de competência, é que não sabemos como temos que nos preparar desde o princípio.

Meu filho não gosta de estudar

Técnicas de estudo crianças

Nos estudos é a mesma coisa. 

Podemos escutar muitas vezes os adolescentes: Eu não consigo estudar!, Não me dá tempo!, Nunca gostei de matemática!... Mas eles se dão conta que quando refletem existem coisas que não vão bem.

- Tem crianças que se empenham durante todo um período, e quando se dão conta só fizeram uma coisa, e quando são chamados para jantar se dão conta que não sabem o que aconteceu e todos os deveres ainda estão por fazer.

- Deu branco no exame!. Levei dois dias estudando e agora não me lembro de nada!.

- É que meu filho não gosta de estudar, não é capaz de se sentar e trabalhar, passa toda a tarde em frente à TV ou no computador. Não sei o que fazer com ele!

Todos sabemos ou pelo menos nos lembramos de algumas técnicas de estudo: como devemos nos sentar diante uma mesa para estudar (retos, cômodos), com a higiene ambiental adequada (luz, calor, ruído adequado), controlar os tempos, saber fazer resumos, esquemas, etc. Mas não colocamos isso em prática.

Desde muito pequenos, devemos educá-los na disciplina e no estudo. No primário, podem ir até mais ou menos bem, mas logo chega o secundário e tudo vai por água abaixo. E não me refiro a que sejam reprovados, mas que começam a sofrer e lutar para tentar aprender de qualquer forma, quando isso se deve aprender e educar desde cedo, e além disso, em casa.  E digo desde casa, porque não é responsabilidade do colégio. O professorado já sabe de memória como devem estudar, e explicam nas aulas todos os anos, mas os alunos têm  que colocar em prática com apoio e supervisão da família.

Quando chegar em casa à tarde, há tempo para merendar, para falar de como foi no colégio, com os amigos, professores, piadas novas...etc. Logo começamos a trabalhar. Para isso não tem discussão. Todos temos responsabilidades e devemos cumprir com elas (se no princípio custa, pode-se recorrer a um sistema de prêmios por acordos conseguidos). Deve-se começar já com as crianças pequenas, dedicando-lhes uma horinha todos os dias: lemos um conto, fazemos um desenho, aprendemos a fazer quebra-cabeças, a recortar, a fazer os laços dos sapatos... No princípio significará termos que fazer isso todos os dias, sem exceção.

Com o tempo, veremos como podemos, pouco a pouco,  deixá-los a sós e ver que adotaram esse costume de trabalhar todos os dias. Se nos sobra tempo, podemos brincar, ver um pouco de televisão ou brincar no computador (sempre controlando o tempo) e sempre nessa ordem: primeiro o trabalho e depois a distração.

Existem pais que se queixam porque para merendar, os filhos se colocam em frente à TV e logo não têm como desligá-la para que comecem a estudar. Neste treinamento, para conseguir o hábito de estudar, devemos levar a sério desde o princípio, e fazê-lo bem (para comer não necessitamos da televisão).

Meu filho não gosta de estudar

Técnicas de estudos às crianças

Já com 7-8 anos podemos introduzir o conceito de tempo de estudo. Para evitar o exemplo anterior de que se passa toda uma tarde sem haver terminado os deveres, temos que praticar com o relógio e os horários. Por exemplo, começamos com uma palavra cruzada por dia. Controlamos no primeiro dia quanto demora (coloquemos dez minutos) e a partir desse dia propomos à criança, tentar ganhar dela mesma e superar seu próprio recorde (9-8-7 minutos). Isso não é para se afobarem com o tempo, mas para que compreendam que quando nos colocamos um tempo, as coisas funcionam de uma maneira, e quando não é assim, podemos passar horas para realizar o mesmo trabalho. Quanto antes terminem, mais tempo terão para brincar depois.

Isto servirá como aquecimento, para logo passar a uma outra atividade. Ler todos os dias pelo menos 15 minutos e também com bom ritmo.

Quando vão crescendo, a palavra cruzada pode ser substituída por algum exercício simples ou alguma matéria fácil e rápida, para logo passar a matérias que nos custe ou tenha mais trabalho no dia seguinte. Não podemos deixar para o final de semana, já que sempre haverá alguma desculpa para não fazê-lo (estou cansado, não tenho vontade, melhor que me explique amanhã...)

As crianças se acostumaram a fazer os deveres (somente os exercícios que passam na sala de aula) todos os dias e com isso já cumpriram. Isso não vale. Primeiro se estuda a pergunta e logo se fazem os exercícios.

Se uma criança está atenta na sala de aula à explicação (1º), estuda em casa (2º), aprende (3º), faz exercícios (4º), os corrige na sala (5º), faz resumo ou roteiro (6º) e repassa as perguntas de tempo em tempo (7º) até o dia da avaliação, como não vai saber a lição para o dia do exame depois de ter repassado pelo menos 7 vezes a mesma pergunta?

Claro que se não está atenta na sala de aula, não faz os deveres e estuda um dia antes do exame, já sabemos como sairá.

Quando começamos a educar os filhos, devemos ter claro que buscamos o melhor para eles, e nessa vida as coisas se conseguem com esforço. Com essa disciplina,  que queremos ensiná-los para seu bem, vamos poder chegar à conclusão que todos estamos cansados, mas que eles têm seu trabalho pela tarde, igual a nós com comidas, no passar roupas, ajudar os filhos nas tarefas...e o fazemos com gosto. No final do dia, uma vez realizadas nossas tarefas, podemos descansar, ler, etc. E deitaremos com a satisfação do dever cumprido.

María Concepción Luengo de Pino
Psicopedagoga

Brincar com os livros para estimular a leitura das crianças

Brincar com os livros para estimular a leitura das crianças

Um livro nas mãos de uma criança pode levá-la a voar por mundos de fantasia, imaginação, de magia... e chegar a transformar este encontro em um verdadeiro turbilhão de sensações, vozes e ruídos. O livro deve ser um jogo desde o nascimento do bebê.

Como estimular uma criança a desenhar

Como estimular uma criança a desenhar

Nas primeiras etapas dos desenhos das crianças é aconselhável que não lhes corrija nem lhes imponham regras nem técnicas de desenho. Podem apresentar-lhes vários tipos de materiais.

Estímulos à leitura infantil

Estímulos à leitura infantil

Conselhos de como aproximar nossos filhos aos livros e à leitura. Todos sabemos que o hábito da leitura é um grande estímulo à criatividade, imaginação, inteligência, e à capacidade verbal e de concentração das crianças. Dia Mundial do libro infanto-juvenil.

Estimulação musical de bebês e crianças

Estimulação musical de bebês e crianças

A iniciação musical começa na própria casa da criança. Os pais podem introduzir-lhe os prazeres do ritmo e dos sons. Nos seus primeiros passos, os bebês e as crianças gostam muito de dançar e bater palmas. Os bebês ficam serenos se lhes cantam ou cantarolam canções com suavidade.

Problemas de aprendizagem das crianças

Problemas de aprendizagem das crianças

Os problemas de aprendizagem atingem a 1 de cada 10 crianças em idade escolar. São problemas que podem ser detectados em crianças a partir dos 5 anos de idade e constituem uma grande preocupação para muitos pais.

21 comentarios

  • 2017-09-14 15:24:03

    VC OBTEVE RESPOSTA ?? ESTOU PASSANDO PELOS MESMO PROBLEMAS

  • Paulo Taros

    2016-06-11 16:13:51

    Oi Maria, acredito que na minha experiência como professor, sua sobrinha deve ser avaliada quanto a sua forma de convivência em sala de aula, será que há interação dela com os colegas de sala! Será que a metodologia aplicada pelo professor está sendo compreendida por ela, é necessário saber como anda sua interação na sala de aula, professor/aluno/aluno/professor.

  • Gisa Hangai

    2014-02-11 23:37:13

    Muito bom!

  • ROQUE

    2013-06-08 02:24:12

    Colocar em pratica com urgência!!! Bjs.

  • Adriana

    2013-03-17 03:00:49

    Gostei muito das técnicas, mas tenho uma filha de 11 anos que não gosta de estuda, mas nem sempre foi assim , de um ano para ela tem da muito trabalho para estudar, pois tem se interessado por garotos e tem me dado bastante trabalho.

  • Maria

    2013-03-02 21:38:41

    Olá tenho uma sobrinha com 10 anos e andamos todos muito preocupados com ela, pois agora que anda no 5º ano, só tira negativas. Nós achamos que ela é muito distraída, mas quanto à concentração a psicóloga, diz que não acha que ela ela tenha problemas. Nós fazemos perguntas sobre a matéria e ela responde bem, mas chega ao teste e só faz asneiras. Ela queixa-se que assim que entra na sala se esquece de tudo! Será que o método que ela tem de estudo será o melhor! Se puder ajudar agradecia! Obrigada

  • camilly

    2012-09-07 10:53:40

    eu posso estudar ai

  • Capitú flora

    2012-07-31 21:07:27

    gostei muito! tenho 13 anos tenho tomar essa iniciativa desde 2011 e fico com essa certa preguiça. você me ajudou muito obrigada capitú

  • sabrina

    2012-04-20 12:41:14

    entendi e tirei muito proveito maravilhoso

  • adriana

    2012-03-14 09:30:48

    liçao de prova

Ad