O que os contos ensinam aos nossos filhos

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Se pararmos para pensar, os contos refletem a própria vida e nos mostram diferentes facetas da vida: nossa convivência com os outros, a possibilidade de escolha, sentimentos e valores contrapostos.

Estimulam a reflexão infantil. A criança entra na pele da personagem, e com o avanço da leitura aprende a tomar decisões próprias que vêm inspiradas por valores mais ou menos explícitos dos contos. 

O que os contos contribuem com as crianças

o-que-os-contos-ensinam-aos-nossos-filhos A

Sem dúvida nenhuma, o êxito tão extenso dos contos tradicionais, é que guardam um ensino moral, um ensino que podemos tirar da narração que, em muitas ocasiões sejam ensinos ou valores que, em muitas ocasiões, são verdadeiramente úteis. 

Os contos são um recurso inesgotável que os pais e educadores dispõem para formar as crianças de uma maneira eficaz e divertida. Nos contos é possível promover uma infinidade de valores, e quase existe um conto para cada coisa: amor, compromisso, generosidade, lealdade, amizade, comunicação, esforço, superação, sinceridade, respeito, perdão, gratidão, honradez, tolerância e muitos outros.  

Através dos valores contrapostos que os contos apresentam, a criança aprende a escolher qual é o que será realmente útil para levar para a vida toda. Você se lembra o que aconteceu com o Pinóquio quando foi desobediente, ou com os porquinhos quando foram preguiçosos e as irmãs da Cinderela quando foram más, caprichosas e mal educadas? 

Todos eles recebem um castigo, não do bom personagem, que é bom em toda a situação, mas da vida. A culpa é responsabilidade única do personagem que não age corretamente: as ações têm suas consequências. A criança aprende e assimila através dos contos, comportamentos e atitudes que acabam se tornando suas porque partiram de uma reflexão própria, não de lições impostas ou situações irreflexivas. 

A leitura dos contos favorece a capacidade crítica da criança, ao mesmo tempo em que estimula a sua imaginação e criatividade na hora de tomar decisões, enfrentar situações difíceis ou resolver conflitos. O conto faz com que a criança se identifique com o personagem principal, que interiorize suas atitudes e o seu comportamento, e a ajuda a manter interesse pela leitura e dispor de um momento de lazer saudável e barato. 

Patro Gabaldón

Redatora de GuiaInfantil.com