10 frases que as crianças costumam dizer aos pais

Frases que cada criança costuma dizer de acordo com a sua idade

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Os pais podem contar pequenas batalhas com os filhos durante dias e dias e se comprazem com momentos grandiosos. Tem acontecimentos e idéias que saem dos seus lábios sem pensar e faz com que a gente se derreta ou se acabe de rir. São essas frases que quando os pais se reúnem percebem que têm algo em comum.

Frases típicas das crianças que costumam dizer aos pais

10-frases-que-crianças-costumam-dizer-pais A 

Cada criança tem suas experiências e suas frases particulares da idade, mas todas as crianças têm algo em comum: frases típicas de criança. Podem ser ditas em diferentes idiomas, por crianças de diferentes raças, e com diferentes culturas. Mas, ao final a maioria delas tem um mesmo padrão, ou seja, são crianças e agem como crianças. 

Estas frases eu já dizia quando era pequena, assim como meus amigos, e hoje dizem os meus filhos, sobrinhos, os filhos dos meus amigos e é possível que no futuro meus netos as digam.

1 – Não fui eu: nunca são eles. Já podem ter uma bola nas mãos e um vaso quebrado nos seus pés, mas para tentar escapar do castigo faz parte do aprendizado da criança.

2 – Não quero ir pra escola: alguns, inclusive, não ficam apenas nessa simples frase, mas tentam idealizar métodos de fuga como dor na barriga ou enjôos.

3 – Não gosto de verdura: esta frase muitos adultos enfrentam na hora da comida em todo o mundo. Os adultos sabem que é primordial que comam verduras para o seu crescimento saudável e as crianças, na sua maioria fica com cara de nojo ao ver tanto ‘verde’ no prato.

4 – Estou com fome: existem crianças que podem repetir esta frase dezenas de vezes ao longo do dia. E nem sempre em todos os casos são crianças com sobrepeso. Existem crianças que gastam tanta energia que necessitam ‘recarregar suas pilhas’ constantemente. 

5 – Estou chateada: ainda que tenham o quarto cheio de brinquedos, essa frase sempre cabe na boca da criança. 

6 – Por quê? Tudo o que a criança tem ao alcance dos seus olhos é suscetível de gerar uma pergunta, por mais lógica e absurda que seja. ‘Mamãe, porque a senhora está apertando o botão do elevador? 

7 – Quanto falta? Você acaba de colocar a chave na ignição do carro e uma temida pergunta vem do banco de trás perguntando se vai demorar pra chegar. 

8 – E o que o senhor (a) sabe sobre isso? Quando a criança já está um pouco maior começam a pensar que os pais não têm idéia de nada. Claro, já nascemos sendo pais, não passamos pela infância, adolescência, juventude e chegamos a este ponto sem aprender nada. 

9 – Eu quero: seja o que for. Um doce, um brinquedo, uma comida, ir ao cinema... A questão é pedir.

10 – Eu não quero: essa frase a criança utiliza tanto quanto a anterior. Tanto faz o que, quando ou por que. O importante é negar e assim ir ganhando terreno e fazer-se valer... Ou simplesmente nos chatear por um momento.

Alba Caraballo
Editora de GuiaInfantil.com