Segurança na Internet para as crianças

6 dicas para proteger as crianças dos perigos da Internet

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

As crianças cada vez têm mais acesso em idades mais precoces às novas tecnologias, já que principalmente as usam para chegar até recursos educativos de entretenimento. No entanto, deixar a criança sozinha com um tablet ou um smartphone sem as devidas medidas de segurança pode expô-las a certos perigos. 

É importante que os pais eduquem seus filhos e avisem a eles dos riscos que implicam a navegação na Internet e o uso das redes sociais. Saber o que pode acontecer manterá seus filhos em alerta. 

Seis medidas de segurança para crianças na Internet

Como a criança pode estar segura na Internet

Você pode pensar que o seu filho está brincando em um aplicativo que descarregou ou está assistindo desenhos animados, mas se estiver navegando sozinho com o tablet, por desconhecimento ou curiosidade, pode acabar vendo conteúdos impróprios para ele. Os pais devem vigiar a segurança dos filhos na Internet ou a forma como eles interagem colocando em prática alguns conselhos simples: 

1 – Controle parental (ou controle dos pais): os filtros parentais são ferramentas que podem ser instaladas nos computadores para controlar em que páginas nosso filho está navegando. 

2 – Vigiar por onde ele navega: talvez você não possa estar o tempo todo por quais páginas ele está navegando, mas pode comprovar depois que lugares ele visitou. 

3 – A educação é o melhor filtro de Internet: ensinar a não publicar dados pessoais, não confiar em desconhecidos da Internet e avisar quando detectar uma conduta de assédio na Internet. 

4 – Não deixe que o seu filho participe em chats ou conversas online com outras pessoas, inclusive se ele acredita que seus interlocutores são crianças.

5 – Cuidado com o spam, aplicativos e arquivos: É bom ensiná-los a não confiar em arquivos que pedem para descarregar ou qualquer aplicação que chame a atenção e tão pouco da publicidade que promete presentes ou aquelas que são muito chamativas e incitam a clicar.

6 – Preferir deixar o computador num lugar comum da casa, e não no quarto da criança.  

Alba Caraballo
Editora de GuiaInfantil.com