As 10 desculpas mais comuns das crianças para faltar à escola

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Há alguns dias no Twitter uma usuária publicou uma foto de uma nota escrita a mão pelo seu primo de 6 anos que tinha entregue a uma de suas professoras. Você sabe o que dizia a nota? ‘Sou o prefeito e quero fechar a escola para sempre’. Isso é uma pequena mostra de que muitas crianças não se sentem animadas para ir à escola e muitas delas inventam todo tipo de desculpa para não se levantar e ir à escola. Acredito que todos os pais já viram algum filho sem vontade de ir à escola, não é verdade? Pois aqui a gente mostra algumas dessas desculpas...  

Que justificativas as crianças dão para não ir à escola

as-10-desculpas-mais-comuns-das-crianças A 

1 – Estou doente: as crianças são verdadeiras artistas... Fazem voz de cansaço, olhos semi-abertos, apresenta uma carinha de dor e de indisposição acompanhada com contínuas idas ao banheiro para dar sinal de uma indigestão. São sintomas de doenças fáceis de fingir para uma criança que não quer ir à escola. Óbvio que as crianças adoecem e diante de alguns sintomas é melhor levá-las ao médico, mas quando não deixam que os pais as levem é melhor começar a duvidar. Existem truques que algumas crianças compartilham na Internet, como dormir com açúcar nas meias, caminhar descalça e beber muita água gelada... Elas dizem que funciona para amanhecer com febre e fazer com que a cartada pareça real.  

2 – Os professores estão de folga ou em jornada especial: Os professores não vão dar aulas, assim que, por que ir à escola? Comprove a veracidade com a escola para saber se isso que o seu filho está dizendo é certo ou se você está em frente a mais uma mentira. 

3 – Quero me preparar melhor para a prova: A criança tem obrigações em fazer deveres escolares e tarefas para ir se preparando para as provas. Tenha muito cuidado em não levá-la à escola, pois implica que outras crianças também farão as provas. Pergunte ao seu filho por que ele não teve tempo para se preparar e aos seus colegas sim. Ofereça-lhe ajuda quando retornar da escola. 

4 – Alguns alunos não têm que ir hoje: Isso sim é muito esquisito. Será que o dispensaram por bom comportamento? É melhor que se certifique se é por boa conduta ou por causa de um comportamento ruim ou por não estar assistindo às aulas. Seu filho não seria a única criança a dar essa desculpa para não ir. 

5 – Tem uma excursão: É engraçado que ninguém tenha te notificado, mas o seu filho parece estar mais bem informado uma vez que poucos alunos irão à excursão porque custaria muito caro e ele prefere que você economize dinheiro. Novamente uma ligação à escola vai tirar suas dúvidas. 

6 – Quase não dormi: pode ser uma verdade. Mas se você o deixa descansando é muito provável que também vá dormir mais tarde no dia seguinte e isso venha a se tornar um círculo vicioso que afetará sua rotina pela manhã. Assim que essa é uma das desculpas mais usadas pelas crianças para evitar a escola. 

7 – Eu me acidentei: uma queda, um tombo ou um osso quebrado. Ele fica coxeando, mas você não nota nenhuma inflamação. Mas, é fácil identificar se é certo. Só diga-lhe que o levará ao pronto socorro e lhe farão uma radiografia e que provavelmente tomará uma injeção e poderá até colocar gesso. Fique atenta à sua reação. Se não quiser ir ao médico pode ser mais uma desculpa. 

8 – O meu professor vai faltar: o seu filho diz que foi avisado que o professor iria faltar. Novamente, diante da dúvida dê uma ligada para a escola. 

9 – O dia tal desse mês terá uma jornada especial na escola e não haverá aulas: É uma desculpa que exigiria mais planejamento do seu autor e pode ser uma estratégia um pouco mais coletiva, com um ou dois alunos que combinaram para não ir à escola e para que possam ter um plano para fazer algo mais divertido nesse dia. Se você tiver uma agenda escolar tire suas dúvidas. 

10 – Meu uniforme rasgou: ainda que não acredite, essa tem sido frequentemente praticada, pois tesouras existem em todos os lares. Se o seu filho disser que o seu uniforme rasgou antes da saída para a escola, seria bom que você olhasse com detalhe se o tipo de rasgo tenha sido provocado ou acidental e decidir se o envia com outro uniforme e assim evite uma nota do professor. 

Mas, mesmo conhecendo várias desculpas do seu filho para não ir à escola, se isso estiver acontecendo com muita frequência pode ser que esteja diante de um caso mais complicado, como um bullying ou assédio moral e o seu filho realmente tenha razões para não querer voltar à escola. Se for assim é melhor que dialogue com ele e com seus professores e trate de identificar o que está acontecendo. 

Viviana Marín

Redatora de GuiaInfantil.com