Como ensinar a criança a ser solidária

Como enseñar e inculcar el valor de la solidariedade nas crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Muitos pais se perguntam qual é a melhor maneira de ensinar valores importantes como a solidariedade para os seus filhos. O exemplo é sempre a melhor escola, já que a verdadeira educação em valores consiste na transmissão das condutas. As crianças aprendem mediante modelos e fica difícil pedir-lhes que sejam solidárias se não vêem habitualmente em casa que seus pais o sejam.

Como motivar a criança para que seja solidária

como-ensinar-a-criança-ser-solidária A 

Em geral, as crianças aprendem mais do que os pais fazem do que o que dizem a elas porque são imitadoras e estão atentas a todos os nossos comportamentos. Por este motivo, muitos especialistas asseguram que os valores são uma espécie de hábito que se vão adquirindo de forma inconsciente no núcleo familiar.

Portanto, se quisermos incentivar a solidariedade em casa, o mais recomendável é que a criança viva num lar onde sempre tenha oportunidades para ajudar aos demais e onde se escute mensagens como ‘não vamos jogar roupas no lixo, que tal levarmos a uma creche em que estejam necessitando?’ ou ‘neste sábado a gente vai prepara algo para a titia comer porque ela está doente’.

Deste modo, não apenas estamos ensinando-as como se deve agir com os demais, mas também estamos favorecendo a empatia das crianças, e ao se colocar no lugar do outro entenderão mais facilmente a importância da sua ajuda quando realmente for necessária. 

A solidariedade é um dos valores que mais favorece a criação de vínculos de confiança e de união entre as crianças. Mas, os valores não podem ser impostos nem se aprendem como uma matéria em sala de aula. As crianças não adotarão um valor se não quiserem, por obrigação, já que enquanto estiver insistindo ela fará o que lhe pareça correto. Se ela não quiser agir de tal maneira, não a obrigue, já que não se podem impor valores à força. 

Inculcar valores aos filhos é uma tarefa que deve ser iniciada desde a mais tenra infância, quando a criança ainda for pequena. A principal fonte de valores da criança se encontra dentro do lar, nos seus pais e familiares, e sua educação e desenvolvimento pessoal depende diretamente deles.

No entanto, os pais têm que ser estar conscientes de que não podem englobar tudo e ainda que tentemos é muito difícil ser um exemplo perfeito em tudo. Por esta razão, devemos determinar quais são os valores realmente importantes para nós: o respeito, a solidariedade, a sinceridade, a lealdade. E nos convertermos em um bom modelo desse pequeno ramalhete de valores realmente importantes.

Assim, como pais, poderemos estar mais orgulhosos do desenvolvimento como pessoa do nosso filho e poderemos vê-los crescer servindo de modelo com o nosso comportamento. Os pais têm que estar conscientes de que não irão poder transmitir aos filhos valores que eles mesmos carecem. 

Meus filhos e os seus serão os homens de amanhã e uma das maneiras de deixar-lhes um futuro melhor é inculcar-lhes valores tão necessários para a sociedade como a solidariedade, que consiste em ajudar, colaborar e cooperar com os outros para conseguir um objetivo.

Constitui um dos valores humanos por excelência, um dos mais importantes porque a solidariedade é necessária para construir um mundo melhor. Ajudar a quem necessita, sem ter a obrigação de fazê-lo, somente por satisfação pessoal é um acontecimento gratuito único para a pessoa. Encontrar o sentido desses comportamentos para tomar decisões é um dos melhores ensinos que podemos transmitir às crianças durante a sua infância.

Marisol Nuevo. Redatora