O que os pais fazem pelos seus filhos

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Você ainda acredita que tem que pensar muito para encontrar coisas que os papais fazem pelos seus filhos que as mamães não o façam? As mães de hoje em dia tem uma quantidade enorme de tarefas, mas não há dúvidas que o papel do pai dentro da família mudou muito, e para melhor, nos últimos anos! Menos mal... 

Da atitude distante do pai autoritário, pouco dado a abraços e aos mimos com os seus filhos, temos passado à figura do pai amigo dos seus filhos que participa ativamente na vida cotidiana, e que, além disso, troca fraldas e dá de comer ao filho, fica com as crianças sem problemas quando a mamãe sai, leva ao pediatra, fala com seus professores e espera pacientemente no pátio da escola até que as crianças terminem de brincar quando vai buscá-las. 

Pais mais envolvidos na educação dos filhos

o-que-os-pais-fazem-pelos-filhos A

A figura do papai tradicional que antes deixar tudo, absolutamente tudo relacionado com os filhos, para a mãe, mudou muito nos últimos anos. Cada final de semana vejo pais que despertam cedo aos sábados e domingos para levar seus filhos a uma partida de futebol ou de basquete, que sacrificam ver tranquilamente a transmissão de uma partida do seu time favorito para estar com os seus pequenos ou se tornar professor quando tem alguma prova de matemática ou de línguas na segunda-feira. 

Hoje, ser pai é diferente

Os novos papais são mais conscientes do valor que sua figura representa na vida dos seus filhos. Muitos dos pais que estão lendo essas linhas se sentem identificados com algumas dessas situações, e é possível que já as tenham vivido em uma ou várias ocasiões. O que faz que os pais de hoje sejam muito diferentes dos de antes é que muitos de vocês são capazes de passar horas e horas brincando com as crianças e se divertindo muito. São capazes de sacrificar uma partida de futebol, sua série favorita ou das notícias pelos desenhos animados, e deixam o computador ou notebook para brincar com as crianças, ou se deitar em uma cama de 90 cm, levantar-se de madrugada para levar água ou a chupeta, ir domingo aos parques, sair para passear sem se chatear, ser capaz de carregar patins ou bicicletas nas costas durante todo o caminho de volta pra casa, converter-se em enfermeiro quando o filho se machucou, ou em um psicólogo quando ele tem algum problema, ou fazer teatro de marionetes para que ele termine tudo o que tem no prato. 

E o melhor de tudo isso é que as mamães ficam babando quando vêem os papais envolvidos com os filhos e com a casa, e consequentemente com a família. A figura do pai é uma referência importantíssima na vida dos filhos, e, sobretudo é fundamental nas relações do casal. Nunca se esqueça disso. Se o seu desejo é viver uma lua de mel ‘eterna’ com sua companheira, não se distancie, participe da vida dos seus filhos. 

Marisol Nuevo

Redatora de Guiainfantil.com