As consequências em fumar na gravidez

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Deixar de fumar não apenas protege ao bebê de algum problema de saúde, mas também pode evitar as complicações durante o parto. Deixar de fumar já está cientificamente comprovado que melhora a saúde da mãe em longo prazo. E eu me pergunto: ‘Por que as mulheres continuam fumando durante a gravidez?’. 

Deixe de fumar e proteja ao bebê que carrega no seu ventre

as-consequências-em-fumar-na-gravidez A 

Os dados dos últimos estudos são claros: a maioria das mulheres que fumam não deixa de fazê-lo durante a gravidez e muito poucas mulheres abandonam o hábito ao confirmar sua gravidez, nem no quarto mês de gravidez, quando o feto começa a crescer e a se desenvolver mais rapidamente. 

Os médicos insistem que as gestantes constituem um dos grupos da população em que o abandono do cigarro é primordial. Fumar é um fator de risco não apenas para elas, como também para a saúde do seu bebê. O estudo também revela que as mulheres grávidas ainda não têm consciência do perigo real do cigarro durante a gravidez. Além disso, são poucas as que podem contar com o apoio dos seus companheiros. Os pesquisadores revelam que as gestantes que contam com o apoio e o empenho do seu companheiro para conseguir deixar de fumar têm mais possibilidades de êxito. Eles insistem que os médicos e todo o pessoal vinculado à saúde da mulher deveriam se esforçar mais e melhor nesse sentido.  

Nascimento prematuro, baixo peso e morte súbita do lactente são apenas alguns dos episódios a que podem ser afetados os bebês de mães fumantes. Os bebês, assim como as crianças não podem evitar voluntariamente à exposição da fumaça do cigarro. São vítimas passivas do tabagismo da sua mãe e como consequência podem apresentar problemas digestivos e nutricionais, complicações na audição, das vias respiratórias inferiores, alterações na imunidade, vasculares, câncer, alterações neurológicas e psicológicas, etc. 

Por tudo isso, acredito que o fato de que os pais exponham seus filhos à fumaça do cigarro é uma atitude irresponsável e egoísta. 

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com