Por que os contos de Natal são tão tristes?

Vilma Medina

Vilma Medina

Para a grande maioria das pessoas, as festas de Natal são um momento para estarmos alegres. Uma injeção de alegria e de otimismo. As cozinhas estão sempre cheias e rodeadas pelos preparativos das comidas e dos deliciosos doces natalinos para desfrutarmos em maravilhosa companhia. 

As lojas estão sempre cheias de gente para realizar compras de presente para agradarmos quem mais amamos; nossas câmeras de fotos e vídeos carregados e preparados...

Contos tradicionais de Natal para crianças

por-que-os-contos-de-natal-tristes A 

O ambiente, seja num país em que o inverno é muito acentuado, ou como no Brasil, em que o calor e o verão estão no auge, as cidades e as casas brilham com as decorações e as luzes e vemos nos olhos dos nossos filhos o brilho e o encanto, das brincadeiras (e brinquedos esperados) e o pequeno descanso das tão sonhadas férias. 

Mas, mesmo assim, você não tem a sensação de que quando lemos ou vemos na televisão algum conto natalino dá um nó na garganta e rola uma lágrima pelo rosto enquanto comemos aquela rabanada da vovó? Vocês se lembram do famoso conto de Natal de Hans Christian Andersen: A vendedora de fósforos? É uma das histórias mais tristes que já li e assisti. Pobre menina! Ou o ‘Conto de Natal’ de Charles Dickens e o personagem Ebenezer Scrooge? Esse coração endurecido pelo egoísmo incapaz de sentir algo de compaixão e amor por ninguém. 

Sem dúvida, estes contos mostram muitas das calamidades que existem no nosso mundo e nos fazem pensar muito: falam do abandono, da solidão, da fome, das pessoas que não sabem compartilhar, mas ainda que essas histórias mexam com nossa consciência adormecida para sermos pessoas melhores e nos darmos conta dos nossos egoísmos e valorizar o que temos e ajudar ao que não tem a nossa sorte... Será que seria necessário que tivéssemos que despertar todo Natal sentimentos adormecidos, como a generosidade, a bondade, a amabilidade? Que tal se durante todo o ano a gente se lembrasse daqueles que têm necessidades e que precisam tanto da gente? 

Patro Gabaldón

Redatora de Guiainfantil.com

Uma viagem incrível. Conto de Natal

Uma viagem incrível. Conto de Natal

Os contos de Natal devem sempre ensinar algum valor às crianças. Através dos contos, elas aprendem o valor de dividir, das amizades, da obediência e tantos outros aprendizados. Essa estória conta a grande amizade entre Michel e Carlos.

O que é o Natal

O que é o Natal

Não se pode falar do Natal sem pensar nas festas, nos presentes ou na decoração natalina. Apesar das situações conflitantes e da extrema pobreza que estão ao redor do mundo, quando chega o Natal, o otimismo e a esperança se apodera de todos nós.

A regra dos quatro presentes de Natal

A regra dos quatro presentes de Natal

Quatro é um número perfeito. É a quantidade de presentes que recomendam os especialistas para as crianças no Natal. Eu penso que é um objetivo quase impossível. Toda a família se esforça em ver uma criança feliz, e inclui os seus desejos na sua cartinha para o Papai Noel.

Enfeites de Natal: diversão e criatividade

Enfeites de Natal: diversão e criatividade

Ainda que possamos nos permitir economicamente em encher a nossa casa de fitas coloridas, figuras, velas e diversos enfeites natalinos, por que não aproveitar essa ocasião para que as crianças se divirtam? Além disso, é uma boa ocasião para passar uma divertida tarde em casa realizando trabalhos manuais em família.

Dicas para cuidar do meio ambiente no Natal

Dicas para cuidar do meio ambiente no Natal

Durante as festas natalinas a compra de árvores naturais aumenta consideravelmente em algumas regiões, gerando consequências positivas e negativas. Positivas pelo encanto que gera nas crianças a decoração natalina da casa e negativa pelo dano ambiental que muitas famílias causam ao meio ambiente quando as festas terminam e jogam a árvore no lixo.

Como planejar o Natal com um recém-nascido

Como planejar o Natal com um recém-nascido

Se o dia a dia de uma família com um recém-nascido é complicado, muito mais durante as festas natalinas, onde acontecem as celebrações, reuniões e jantares. Ao esgotamento e a falta de sono dos primeiros dias com o bebê se unem dias em que se come mais da conta. Mas, como sobreviver ao Natal com um bebê recém-nascido?

0 comentarios