Proteção solar para bebês. Medidas protetoras

Como evitar queimaduras solares nos bebês

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Apesar de que o bronzeado esteja relacionado com uma boa saúde, o sol pode provocar dois tipos de transtornos na pele, uns visíveis e outros invisíveis. Os visíveis são as queimaduras, que produzem vermelhidão da pele, incômodos e dor em alguns casos, quando chegam a formar bolhas.

As consequências invisíveis estão causadas por alterações no genoma, já que os raios UVB são absorvidos pelo DNA, e quando a exposição solar é excessiva as células anormais proliferam e formam carcinomas e melanoma.

Bebês menores de um ano: longe do sol

proteção-solar-para-bebês-medidas-protetoras A

Segundo estimativas do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), a cada ano acontecem mais de 2 milhões de cânceres de pele distintos do melanoma e 200.000 melanomas malignos. As pessoas de pele clara têm mais risco de sofrer câncer de pele pela ausência relativa de pigmentação da pele. Segundo diferentes estudos clínicos, utilizar um protetor solar fator 15 durante os primeiros 18 anos de vida pode reduzir até 78% o risco de câncer de pele.

A pele dos bebês é mais fina que a dos adultos e produz muito menos melanina. Se você tiver um bebê lactente, as precauções deverão ser extremas. Mais de 10 minutos de exposição direta sob os fortes raios solares nas horas centrais do dia, já é tempo suficiente para causar danos a um recém-nascido. 

1. Longe do sol. Os lactentes com menos de seis meses de idade devem estar sempre à sombra e não devem ser expostos à luz do sol diretamente. Proteja ao seu bebê debaixo da sombra de uma sombrinha, uma árvore ou um toldo e leve-o sempre vestido com um boné e uma sombrinha pessoal. A mamãe deve levar em conta que a sombra, por si só, não é uma proteção suficiente, sobretudo se você estiver em um lugar onde a radiação solar se reflita como na neve ou na areia da praia. Tome medidas ‘extras’ de proteção para o seu bebê nestes casos porque é possível que se queime devido à radiação solar indireta. 

2. Fora da praia e da piscina. Evite levar o seu bebê para a praia ou para a piscina nas horas centrais do dia. Os bebês não devem estar nestes lugares onde a radiação solar é muito intensa, nem sequer à sombra. Nas horas centrais do dia, os bebês devem estar protegidos em um edifício e se possível em um ambiente não caloroso. 

3. Queimaduras sob vigilância médica. As queimaduras solares em bebês lactentes devem sempre ser avaliadas pelo pediatra. 

4. Linha de protetor solar especial para bebês. Os bebês com menos de seis meses de idade devem usar uma linha de protetor solar específica para bebês. O FPS mínimo deve ser 30. Evite aplicá-lo nas mãos porque o bebê poderia chupar o creme.

5. Roupa leve de manga longa. Vista o seu bebê com roupa confortável, de cores claras e que cubra amplas superfícies corporais. As calças longas e as camisetas de manga longa são as mais recomendadas. O tecido deve ser de algodão ou resistente às radiações solares. Proteja sua cabeça e o seu rosto com bonés de aba larga. 

Marisol Nuevo

Editora de Guiainfantil.com