Coelhinho sai da toca. Brincadeiras populares para crianças no Brasil

Jogos infantis para estimular a agilidade e o condicionamento físico da criança

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

As brincadeiras ao ar livre estão cada vez mais longe do cotidiano das crianças, seja pelo avanço da violência nas cidades, e também pela chegada dos jogos virtuais, os smartphones, os tablets e videogames. É muito importante que os pais incentivem seus filhos a brincarem ao ar livre e que isso seja um bom motivo para fazer novas amizades, deixar de lado o sedentarismo e evitar a obesidade infantil

A brincadeira o Coelhinho sai da toca é excelente para as crianças melhorarem o seu condicionamento físico e a sua agilidade. É recomendada para crianças maiores de 4 anos e que brinquem mais de sete crianças. Ela pode ser realizada no quintal, na calçada ou salão de festas.

Como brincar de Coelhinho sai da toca

coelhinho-sai-da-toca-brincadeiras-populares A

As crianças serão divididas em grupos de três. De dois em dois, os jogadores dão-se as mãos formando uma toca com os braços. A outra criança ficará entre eles (‘dentro da toca’) e será um coelhinho. 

Numa simulação de três grupos, teremos assim três tocas e um coelhinho dentro de cada uma delas. Ficará uma criança do lado de fora, que será o coelhinho perdido. Ao sinal de ‘Coelhinho sai da toca, um, dois, três, as ‘tocas’ levantam os braços e os coelhinhos que estiverem o centro têm que trocar de toca e o coelhinho que ficou de fora tem que buscar uma toca para entrar. A criança que não tiver lugar em nenhuma ‘toca’ ficará de fora e será o ‘coelhinho perdido’. Conta-se novamente: ‘Coelhinho sai da toca... ’ e assim por diante. 

Dica: se na escola ou entre as crianças elas tiverem bambolês ou círculos que dê para uma criança ficar dentro (pneu de bicicleta velho, corda, etc.), essa pode ser a ‘toca’ e cada criança ocupará uma toca (formando um círculo) e terá uma criança que ficará no centro das tocas. Ao cantarem: ‘Coelhinho sai da toca,... ‘ as crianças devem sair da toca e procurar por outra. Quem estiver no centro (sem toca) buscará o lugar de outro. A criança que ficar de fora será o ‘coelhinho perdido’.