Educar as crianças na assertividade

Conselhos para ensinar uma atitude assertiva aos seus filhos

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A educação das crianças não deve esquecer a importância de desenvolver suas habilidades sociais. É fundamental que os pequenos da casa aprendam a se comportar de forma assertiva, ou seja, que sejam capazes de defender suas opiniões e idéias e a expressar suas críticas sem causar dano aos demais. 

Educar as crianças na assertividade permitirá que desenvolvam uma boa autoestima e mantenham boas relações sociais, evitando atitudes passivas ou agressivas.

Como educar as crianças na assertividade

educar-as-crianças-na-assertividade A 

As técnicas de assertividade devem ser aprendidas. Por esse motivo, são os pais os primeiros que devem ensinar aos seus filhos a serem assertivos. 

Em primeiro lugar, os pais devem ter especial atenção ao ambiente em que se desenvolvem as capacidades sociais do pequeno. Neste ambiente deve se incentivar a autoestima da criança. Ela deve se sentir querida e respaldada. Para isso, as pessoas mais próximas a ela, como os pais e professores, devem reforçar as atitudes positivas e se converter em modelos a seguir. 

Atitudes para educar a criança na assertividade 

Segundo as recomendações do Ministério de Educação, Cultura e Esporte da Espanha, os pais devem ter algumas atitudes em relação aos filhos. 

1. Em primeiro lugar se deve ter cuidado com as projeções, ou seja, os pais devem evitar projetar sobre os filhos seus próprios temores e deixar que eles tenham suas idéias e experiências. O adulto se limitará a transmitir suas opiniões e a dar conselhos contando suas experiências, mas sem estabelecer regras. 

2. Não se deve confundir um erro pontual com uma característica da personalidade de uma pessoa. Por esse motivo, há que ter cuidado com as mensagens que se transmitem às crianças

3. Em último lugar, os pais devem ter expectativas em relação aos seus filhos de acordo com a sua idade, já que a cada nível educativo corresponde uma conduta diferente e pode desenvolver problemas se lhes exigirem atitudes para as quais não se encontrem preparados.  

Fontes: Ministério de Educação, Cultura e Esporte da Espanha

Patricia García

Colaboradora de GuiaInfantil.com