Como prevenir os sequestros infantis

Ensinar a criança a desconfiar de estranhos

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Um dos grandes medos dos pais é que algum estranho possa sequestrar seus pequenos. E isso causa tanto medo que nem sequer querem pensar nisso. No entanto, devemos pensar nisso e tomar algumas medidas de prevenção necessárias para evitar um sequestro infantil. 

Os mais pequeninhos também devem estar conscientes do perigo, assim os pais devem falar com eles, inculcar-lhes a prudência sem ser alarmistas e sem atemorizá-los. Mas, existem algumas regras que devem ficar claras entre pais e filhos para evitar um episódio como o sequestro de crianças ou o abuso infantil.

Recomendações para prevenir os sequestros das crianças

como-prevenir-sequestros-infantis A

1. É fundamental ensinar aos menores a desconfiar de estranhos. Mais vale uma criança passar por mal educada por não responder a um desconhecido quando está sozinha do que ter um desgosto. 

2. Deixe claro certas normas. Explique ao seu filho por que não pode falar com desconhecidos, nem aceitar doces nem balas, nem muito menos subir num carro de um desconhecido.

3. Você nunca enviaria ninguém que a criança não conhecesse para dar-lhe um recado ou buscar-lhe na escola ou outro lugar. Deixe isso muito claro ao seu filho ou filha porque muitos sequestradores utilizam desse tipo de truque de dizer que sua mãe tenha mandado buscá-lo.

4. Procure com que seu filho não coloque o seu nome visível em alguma roupa ou mochila para evitar que o seqüestrador o chame pelo seu nome, criando assim um clima de confiança.

5. Se você levar seus filhos ao parque, delimite a área que ele vai brincar e não os perca de vista. Se saírem do limite demarcado, que avisem aos pais para que os acompanhem. Pode ser que te sirva vestir o seu filho com cores fortes. Isso ajudará aos pais localizá-los rapidamente.

6. As crianças devem saber o que fazer em caso de um possível sequestro. Ensine a elas que se um desconhecido se aproximar delas e tentar levá-las, que elas devem gritar para alertar aos demais.

7. Em lugares com muita gente, como ruas centrais, shoppings, parques, não solte as mãos do seu filho de jeito nenhum. Pode ser que seja muito limitante, mas as aglomerações são o lugar perfeito para os sequestradores. 

8. Nunca se esqueça que todas essas medidas de prevenção de seqüestros você deve conversar com o seu filho por menor que ele seja. Eles devem conhecer os motivos e as recomendações que deverá seguir. Caso contrário, pode ser que não levem a sério estas medidas de segurança.

9. As crianças devem estar protegidas, ainda que isso às vezes implique em certa restrição das brincadeiras infantis. E, em todo o caso, são os pais que devem aprender a vigiar os pequenos sem que estes se sintam asfixiados.

10. Se você mora em uma área de conflitos e com alto risco de sequestros infantis, você pode compensar as excessivas medidas de prevenção com algum fim de semana num parque ou num campo para que seus filhos possam brincar mais livremente. 

Laura Vélez

Colaboradora de Guiainfantil.com