A Síndrome do gêmeo evanescente

Quando numa gravidez múltipla um dos bebês desaparece

Vilma Medina

Vilma Medina

A primeira ecografia da gravidez pode ser realizada entre a oitava e a 12ª semana. Graças ao ultrassom temos podido conhecer tudo o que acontece no útero e como o bebê se desenvolve. Mesmo assim, já foram descobertos fatos tão curiosos como a Síndrome do gêmeo evanescente ou do gêmeo perdido (ou desaparecido). 

Acontece quando a gravidez é múltipla, e assim revela uma ecografia a presença de gêmeos e semanas depois o mesmo exame mostra que um dos bebês desapareceu. 

Quando numa gravidez múltipla um dos bebês desaparece

a-síndrome-do-gêmeo-evanescente A 

Os estudos revelam que muitos de nós poderíamos ter sido gêmeos, mas por alguma razão um dos bebês foi reabsorvido e nunca chegou a se desenvolver. Pode parecer ficção científica, mas não é um fenômeno pouco comum. A frequência com que se dá a Síndrome do gêmeo perdido é de 21%. Alguns estudos dizem que 1 de cada 8 pessoas começaram a sua vida com gêmeo de outro que desapareceu durante a gestação. 

Sucede durante as primeiras semanas de gravidez, quando os embriões são ainda muito pequenos e tenha sido possível conhecer este acontecimento graças às ecografias. 

Uma mulher quando realiza a primeira ecografia a poucas semanas de gravidez e essa revela que esperam gêmeos ou inclusive trigêmeos. No entanto, o ultrassom revela que um dos bebês tenha desaparecido. 

Na maioria dos casos, o gêmeo é absorvido pela placenta, pelo outro irmão, pela mãe ou pelas paredes uterinas. Também pode se produzir o desenvolvimento de uma anormalidade na placenta, como um cisto ou material amorfo.

Os cientistas acreditam que são produzidas por anormalidades nos cromossomos ou falta de recursos na placenta por sobrecarga, e nesses casos, a natureza sacrifica um ou mais bebês para garantir a sobrevivência dos demais.

Algumas mães sabem o que aconteceu com elas graças às ecografias precoces, mas muitas outras jamais saberão. 

Fonte: National Geographic

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com

Exames que confirmam gravidez de gêmeos

Exames que confirmam gravidez de gêmeos

Os exames que confirmam a gravidez de gêmeos são análises médicas que leva em conta os sintomas de gravidez. No entanto, somente as análises médicas e os exames podem confirmar se a gestante está esperando dois ou mais bebês. De maneira que, ainda que os seus sintomas de gravidez sejam exagerados, como corresponde a todos as gravidezes múltiplas, é imprescindível visitar o ginecologista para que mediante uma série de exames confirme se você está esperando gêmeos, trigêmeos ou mais bebês.

Ter gêmeos de pais diferentes ou superfecundação heteropaternal

Ter gêmeos de pais diferentes ou superfecundação heteropaternal

Parece um tema tirado de um filme ou uma série, mas, no entanto, não tem nada a ver com a ficção. Dois irmãos gêmeos podem ter pais diferentes. Mas, para que isso aconteça tem que acontecer dois requisitos: a mãe esteve com dois homens diferentes durante os seus dias férteis e, além disso, ovulou duas vezes.

A gravidez múltipla é uma gravidez de risco

A gravidez múltipla é uma gravidez de risco

Atualmente, no mundo, uma em cada 80 gravidezes é uma gestação dupla (gêmeos), enquanto que uma em cada 8.000 é uma gestação tripla (trigêmeos) e uma em cada 1.000.000 é uma gravidez quádrupla (quadrigêmeos). Existem mecanismos que podem dar lugar à gestação de vários bebês dentro do útero materno ao mesmo tempo.

0 comentarios