Quando o bebê se encaixa durante a gravidez

O que significa o bebê encaixar no canal do parto

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A última fase da gravidez vem marcada por algumas alterações, frequentemente incômoda para as gestantes. Um desses incômodos é quando o bebê se encaixa no canal do parto. A grávida notará um maior peso na zona pélvica e mais dificuldade para andar. No entanto, é um passo fundamental para que o parto se desenvolva de forma adequada. Nós explicamos melhor quando isso ocorre e porque é tão importante. 

Em que semana o bebê se encaixa no canal do parto 

Ocorre no final da gravidez, nas últimas semanas. O bebê continua crescendo e a forma do útero ajuda que pouco a pouco desça até o canal do parto. O mais normal é que seja a cabeça do bebê, ainda que em algumas ocasiões o bebê também possa descer de nádegas. É o momento em que o bebê se encaixa na região pélvica da grávida. Isso acontece a partir da 33ª semana, mas também pode acontecer que o bebê não se encaixe até o momento prévio ao parto.

Sintomas de que o bebê se encaixou no canal do parto

O principal sintoma do encaixamento é uma maior pressão na região pélvica. A gestante se sentirá mais incomodada ao caminhar e inclusive pode sentir algumas câimbras leves. Como o bebê se encontra agora na região mais baixa, pressiona a bexiga. A partir desse momento, a gestante tem a necessidade de urinar com mais frequência. 

Mas nem tudo são inconvenientes. O lado bom desse encaixamento do bebê é que a grávida poderá respirar melhor e se sentirá mais aliviada, já que o útero não apertará tanto a região do diafragma e as costelas. A barriga se verá muito mais baixa do que antes. 

O que acontece se o bebê não se encaixa no canal do parto 

O fato do bebê se encaixar logo na região pélvica, não significa que o parto vai se adiantar. No entanto, existem fatores que influenciam para atrasar esse momento. Existem bebês que não conseguem se encaixar. A gente apresenta algumas razões: 

- Quando a grávida passa a maior parte do dia sentada ou na posição horizontal. Nessa postura, o mais comum é que o bebê se encontre apoiando as costas contra a pélvis, o que dificulta que ele consiga encontrar a postura adequada para encaixar no canal do parto. Por isso, alguns ginecologistas recomendam que a grávida ande muito no último mês de gravidez.

- Quando a grávida já teve mais filhos antes, os músculos do abdômen são mais flácidos, o que permite que o bebê se mova mais e demore em se encaixar no canal do parto. 

- Quando o bebê é muito grande, pode se encaixar no momento do parto, com ajuda das contrações. 

- Se as dimensões da pélvis da grávida são estreitas o bebê terá mais dificuldade de se locomover até o canal do parto. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com