Esterilidade e infertilidade. Diferenças e tratamentos

Causa e tratamento para casais estéreis ou inférteis

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A esterilidade e infertilidade são dois conceitos diferentes. Não é a mesma coisa se estéril do que infértil. A esterilidade acontece quando um dos cônjuges não é capaz de conseguir uma gravidez. No entanto, no caso da infertilidade, o casal pode sim conceber e a gestação acontece. No entanto, a gravidez nunca consegue chegar ao final e se produz um aborto. 

A doutora Victoria Verdú, especialista em reprodução assistida e técnicas de fertilidade nos explica que ‘às vezes os conceitos se misturam porque, em geral, a gente fala da dificuldade de um casal para conceber’. 

Causas e diagnóstico da esterilidade

esterilidade-e-infertilidade-diferenças-e-tratamentos A

Um diagnóstico preciso e adequado pode solucionar os problemas de esterilidade. Segundo a doutora Verdú existem várias técnicas que são utilizadas para isso. 

'Há alguns anos se diagnosticava com uma ecografia, uma avaliação hormonal e comprovando a qualidade do sêmen’, explica Verdú. No entanto, nesses últimos anos, as técnicas avançaram muito e se pode chegar muito mais além para realizar diagnósticos mais rápidos e precisos utilizando os dados genéticos dos pais ou com a detecção de parâmetros influenciados pelo estilo de vida que cada progenitor leva. Isso ajuda a que o tratamento seja mais delimitado e curto e se obtenha a gravidez o antes possível, já que se conhece muito antes o que está acontecendo com o casal. 

Causas e diagnóstico da infertilidade 

Entre as causas mais frequentes de infertilidade na mulher se destaca a tendência em atrasar cada vez mais a gestação, junto com problemas médicos como a endometriose, lesões nas trompas de Falópio ou anomalias uterinas

Quanto à infertilidade masculina pode ser devido a alterações do sêmen, obstrução de dutos, problemas na próstata ou fatores como o estresse, a má alimentação, o fumo ou o álcool, que diminuem a quantidade e qualidade do esperma. 

Tratamento para a esterilidade e infertilidade 

As técnicas de reprodução assistida podem ajudar a casais estéreis ou inférteis a conseguir a tão sonhada gravidez. O diagnóstico determinará o tratamento a seguir. ‘Os tratamentos mais comuns se realizam nas unidades de reprodução assistida, que vão desde técnicas mais simples como a inseminação artificial até técnicas mais avançadas como a ‘fecundação in vitro’. Essas são algumas das mais utilizadas nas consultas:  

- Inseminação artificial: Introduz-se sêmen no aparelho reprodutor feminino. 

- Fecundação in Vitro: são extraídos óvulos do ovário e são fecundados fora do útero materno. Depois são transferidos para o mesmo.

- Microinjeção espermática: se seleciona um ovócito de boa qualidade e um espermatozóide que tenha uma boa mobilidade e microinjetamos dentro desse ovócito. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com