Os incômodos da gravidez no primeiro mês de gestação

Como aliviar os incômodos da gravidez no primeiro mês de gestação

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Você acaba de engravidar. Seis dias depois da fecundação, o zigoto se une à parede do útero. Em poucos dias uma parte das suas células dará origem à placenta, e a outra, ao embrião. A partir desse momento o organismo materno começa a sofrer uma série de transformações para possibilitar o crescimento de um novo ser em seu interior e que se reflete em forma de incômodos da gravidez que convém identificar para poder aliviá-las.

Os incômodos da gravidez no primeiro mês de gestação

Incômodos durante o primeiro mes da gravidez

Os primeiros sintomas da gestação e seus incômodos começam a serem sentidos pela mulher. Durante os primeiros dias, é possível que a grávida se sinta diferente e não saiba exatamente o que está lhe acontecendo exatamente, já que os incômodos da gravidez serão suaves. À medida que os dias vão passando, a futura mamãe poderá identificar muito melhor os sintomas. 

- A gravidez geralmente é descoberta umas duas semanas após a fecundação. No entanto, algumas mulheres, que já são mães, podem intuir a presença do seu futuro bebê.

- Os primeiros sintomas podem ser confundidos com a síndrome pré-menstrual: aumento da secreção vaginal, aumento da sensibilidade mamária, inchaços uterinos, cansaços, vertigens, vontade e repulsa a alguns alimentos, maior sensibilidade olfativa ou estranho sabor metálico na boca. São algumas das novas sensações que podem aparecer quando a gravidez é recente.

- A confirmação da gravidez pode chegar a partir do sexto dia de atraso da regra. A partir desse momento, já poderá realizar um teste de gravidez com resultados confiáveis.

- Dentro da gestante, a parede uterina engrossa, aumenta sua vascularização, e o colo do útero se suaviza. A placenta e o cordão umbilical começam a se formar.

- O cansaço, começa a ser notado no começo da gravidez. Desde os primeiros meses da gestação, a mulher se encontrará mais cansada do que de costume. A gravidez obriga todos os órgãos a funcionar de maneira distinta, e como consequência, isso se traduz em um cansaço geral do corpo. Por esse mesmo motivo, a sonolência será uma característica que se apresentará com frequência durante o dia.

- A congestão nasal é talvez um dos problemas mais frequentes e incômodos. Muitas vezes, esse sintoma vem acompanhado de hemorragias nasais. O normal é que dure até o final da gravidez.

Como aliviar os incômodos do primeiro mês de gravidez

Alguns dos incômodos da gravidez têm remédio. Como esses remédios a mulher conseguirá se sentir um pouco melhor.

Sensibilidade mamária. O aumento e a tensão mamária se devem ao aumento do tamanho dos peitos, provocando certo aperto ou dor. A aréola se torna mais escura e os nódulos que se encontram ao redor do mamilo se incham, preparando-se para o aleitamento. 

Para evitar que os tecidos percam firmeza e favoreçam a queda do peito após o aleitamento, convém cuidá-los desde o princípio, aplicando cremes hidratantes e utilizar sutiãs de algodão, sem aros e com alças largas de algodão. É possível que aumente até três tamanhos nos próximos meses. 

Congestão nasal. Os sintomas podem melhorar administrando soro fisiológico pelos canais nasais ou utilizando um umidificador para que o ambiente não esteja tão seco. Para evitar as hemorragias nasais não assuar o nariz com muita força. 

Tonturas e vertigens. Quando se sentir com tontura, sente-se com a cabeça entre os joelhos ou deite de costas e coloque as pernas para cima. Para evitar tonturas, a grávida deve fugir das ondas de calor e do sufoco, pois a sua pressão pode cair. Quando descansar ou dormir, fazê-lo do lado esquerdo. Essa postura facilita o fluxo de sangue até os órgãos, e quando se levantar, evitar movimentos bruscos. E busque não gastar muito tempo em jejum, e leve alguns petiscos na bolsa para manter os níveis de açúcar no sangue, porque a hipoglicemia é geralmente mais comum em mulheres grávidas.