10 doenças raras que afetam crianças

As doenças raras podem ser genéticas e afetam as crianças

Vilma Medina

Vilma Medina

O que são as doenças raras? Trata-se daquelas que têm uma baixa incidência na população, ou seja, que afetam a um número limitado de pessoas. Considera-se rara uma doença quando afeta menos de 5 em cada 10.000 habitantes.

Ainda que sejam poucas pessoas as que sofram de uma doença rara especificamente, são muitas doenças que são consideradas como tais. De fato, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) existe cerca de 7.000 doenças mundiais que afetam 7% de crianças e adultos de todo o mundo. 

Enfermidades raras que as crianças sofrem

10-doenças-raras-que-afetam-as-crianças A 

A angústia dos pais de crianças com doenças raras é grande, já que existem poucos tratamentos ou pesquisas para elas, e em muitas ocasiões tendem a se isolar. No entanto, esses pais devem tentar se conectar com outros, diz Paloma Tejada, diretora de comunicações da Organização Européia de Doenças Raras, uma aliança de organizações de pacientes e pessoas ativas no terreno das doenças, não governamental e dirigida pelos pacientes.

Você conhece alguma doença rara? Esta é apenas uma pequena lista com 10 delas que podem afetar a criança desde antes do nascimento, por terem um componente genético: 

1. Síndrome de Moebius: dois nervos cranianos não estão totalmente desenvolvidos. Estes nervos são responsáveis pelo pestanejar, movimento lateral dos olhos e expressões faciais que causam paralisia no rosto. Isso provoca com que a criança babe, tenha dificuldade na fala e problemas de pronúncia.

2. Síndrome de Tourette (ou de la Tourette): é conhecida como a doença dos tics e as crianças que a sofrem realizam movimentos rápidos e involuntários dos músculos e produção involuntária de ruídos e palavras.

3. Síndrome de Aase: é hereditária e se caracteriza por uma anemia causada por uma alterção na medula óssea e associada às más-formações articulares e esqueléticas. 

4. Hemofilia: é uma dificuldade para que o sangue coagule. As crianças que a sofrem herdaram dos seus pais e não existe para a mesma, ainda que os cuidados e atenção constantes façam com que possam levar uma vida normal.

5. Fibrose cística: trata-se de uma doença crônica e hereditária que afeta as glândulas que produzem secreções externas e causa um espessamento do muco e a obstrução dos ductos que o transportam. Os pulmões, o aparelho digestivo, o fígado, o pâncreas e o sistema reprodutor são os órgãos mais lesionados por este aumento de viscosidade. 

6. Albinismo: deve-se a defeitos da síntese e distribuição a melanina. Caracterizam-se pela despigmentação da pele, Iris e retina. São crianças que não têm pigmento nem no cabelo nem nos olhos. 

7. Síndrome de Prader Willi: está presente desde o nascimento e afeta muitas partes do corpo. As crianças que sofrem dessa síndrome são obesas e têm pouco tônus muscular. Também afeta a capacidade mental e as glândulas sexuais que não produzem hormônios. 

8. Síndrome de Rett: afeta, sobretudo a meninas e se manifesta durante o segundo ano de vida. Mostra um atraso na aquisição da linguagem e coordenação motora.

9. Síndrome de Hutchinson-Gilford: é uma doença genética rara caracterizada pelo envelhecimento acelerado das crianças. As crianças nascem saudáveis, mas em poucos meses a doença mostra o seu lado dando o aspecto à criança como de um ancião. 

10. Hidrocefalia: o líquido cefalorraquidiano se acumula no crânio e submete a um aumento de pressão aos tecidos do cérebro. Isso faz com que a cabeça tenha um tamanho maior que o normal. 

Fonte: Orphanet, FEDER e OMS

Alba Caraballo
Editora de GuiaInfantil.com

As doenças raras também afetam as crianças

As doenças raras também afetam as crianças

O dia 28 de fevereiro se celebra em todo o mundo o Dia das Doenças Raras. São doenças, na sua maioria, genéticas (80% dos casos), que afetam 8% da população mundial. 50% são crianças. Nascem com alguma mutação em algum dos seus genes.

Quando as crianças têm alguma doença rara

Quando as crianças têm alguma doença rara

Doenças raras em crianças. Além da falta de informação que existe sobre esses tipos de doenças, as famílias afetadas sentem a angústia por não saber que o que pode esperar, como viver e sustentar essa realidade.

Doenças raras que afetam a alimentação das crianças

Doenças raras que afetam a alimentação das crianças

No dia 28 de fevereiro se celebra o Dia Mundial das Doenças Rara. São muitas as doenças raras relacionadas com a alimentação que várias pessoas sofrem em todo o mundo, entre elas as crianças, sendo a alimentação um verdadeiro problema para elas, e não um prazer.

As doenças raras na gravidez

As doenças raras na gravidez

Muitos dos afetados por doenças raras podem não ser capazes de levar uma vida normal, mas o que acontece quando uma mulher sofre de uma doença rara e fica grávida ou deseja engravidar?

As Doenças Raras. Características e sintomas

As Doenças Raras. Características e sintomas

As Doenças Raras são um grupo de doenças que afetam a poucas pessoas, a maioria desde o seu nascimento, pelo seu caráter genético, e são responsáveis por 35% dos falecimentos durante o primeiro ano de vida.

A fibrose cística em crianças

A fibrose cística em crianças

A fibrose cística (ou mucoviscidose) é uma doença genética frequente na raça caucasiana. Afeta 1 em cada 2.500 a 5.000 recém-nascidos vivos. É secundária à alteração de um gene chamado CFTR, que codifica a produção de uma proteína chamada também de CFTR.

0 comentarios