Lúpus em crianças e adolescentes

Doenças crônicas nas crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O lúpus eritematoso sistêmico é uma doença autoimune crônica, um tipo de patologia que se produz por um transtorno no nosso sistema de defesa, de tal forma que os anticorpos atacam os tecidos e os órgãos. 

Afeta em maior número as mulheres, africanos e asiáticos, e possui um prevalência entre 4 e 250 casos em cada 100.000 habitantes. Além disso, os filhos de pais que sofrem de lúpus têm 10% mais possibilidades de sofrer também da doença. 

Lúpus em crianças e jovens 

O lúpus não pode ser considerado uma doença própria da infância, sobretudo em menores de cinco anos, mas na realidade mais crianças e adolescentes sofrem da doença do que se acredita.

A Lupus Foundation of America estima que até 10.000 crianças sofram dessa doença nos Estados Unidos, cerca de 3.000 na Argentina, e em cifras do Instituto Ferran de Reumatologia de Barcelona (IFR), 1.000 casos são diagnosticados na Espanha. 

No Brasil, segundo a Associação Brasileira de Pacientes com Lúpus (Abrales), existe uma média de duas mil pessoas com lúpus a cada dez mil habitantes, e segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia, 20% dos doentes são da faixa etária até 16 anos. A doença costuma se manifestar após os 17 anos. 

Sintomas do lúpus nas crianças

Atualmente se desconhece a origem dessa doença, inclusive em muitas ocasiões se confunde com outras doenças como esclerose múltipla ou artrite reumatoide. 

As crianças que sofrem de lúpus apresentam sintomas muito diversos. São considerados sintomas mais frequentes a dores musculares e nas articulações e um cansaço enorme, segundo explica a Federação Espanhola de Lúpus (FELUPUS). Outros sinais são problemas nos rins, dores de estômago, chagas na boca, eritemas no rosto e perda de peso e de cabelo.

Ainda que essa doença seja crônica, existem períodos de inatividade nos quais as crianças não apresentarão nenhum sintoma. Deve-se te cuidado quando aconteçam as crises ou recaídas, a reativação da doença, já que pode afetar diversos órgãos e requer controle de um especialista.

Tratamento do lúpus nas crianças

O tratamento nas crianças e adolescentes é muito parecido com o dos adultos. Os especialistas do IFR (Instituto Ferran de Reumatologia de Barcelona) aconselham em primeiro lugar evitar os fatores que favoreçam o aparecimento da crise, como as dietas ricas em sal ou a exposição ao sol

Os corticoides são os remédios utilizados para combater as crises do lúpus, mesmo produzindo danos aos rins, são ministrados imunossupressores. 

As doenças crônicas e irregulares como o lúpus são difíceis de acompanhamento pelos pais de crianças doentes. Por esse motivo, é importante tentar explicar aos pequenos a importância de manter a medicação e a orientação médica, sempre com muita paciência, carinho e compreensão. 

Puedes leer más artículos similares a Lúpus em crianças e adolescentes, en la categoría de Doenças en Guiainfantil.com Brasil.

Publicado:
Actualizado:

//loadScript('https://www.google-analytics.com/analytics.js', false); } function loadInterstitial(){ googletag.cmd.push(function() { googletag.display(googletag.enums.OutOfPageFormat.INTERSTITIAL); googletag.pubads().refresh([interstitialSlot]); }); }