Celiacos en Guiainfantil.com Brasil

Celiacos

Como escolher uma boa creche para seu filho

É importante que ao escolher uma boa creche, esta não se limite apenas a “vigiar” às crianças, mas que lhes proporcionem um ambiente acolhedor em que os profissionais formados disponham de uma base adequada para seu desenvolvimento.

Os gastos com a volta às aulas

Cada vez custa mais caro equipar os filhos de acordo com o novo curso escolar. Se a família já teve que gastar muito dinheiro com as férias, seu bolso terá agora que enfrentar os gastos com o colégio das crianças. Livros de textos, roupa, uniformes, materiais, mochilas, etc., são as compras que terão que fazer antes que se comece o ano letivo. Cada vez custa mais caro equipar os filhos de acordo com o novo curso escolar. No início do ano, os pais, além de inúmeros impostos que incidem nessa época do ano, terão que fazer contas e a economia doméstica dispara.

Bebês e crianças celíacas

A celíaca, é uma das doenças intestinais crônicas mais comuns. É a doença que ocorre com mais frequência na Europa. Segundo a Federação de Associações de Celíacos da Espanha (FACE), um de cada 200 ou 300 nascidos vivos na Espanha, pode sofrer dessa doença.

Diagnóstico de uma criança celíaca

O diagnóstico de uma criança celíaca se confirma com uma biopsia. Os sintomas da doença celíaca são parecidos às outras doenças digestivas. A princípio, até a confirmação da doença, deve-se descartar a possibilidade de que a pessoa sofra da enfermidade de Crohn (síndrome do colón irritável), de uma colite ulcerativa, de diverticulose, ou de alguma infecção intestinal.

Sintomas de uma criança celíaca

Sintomas de uma criança celíaca. Os sintomas da doença celíaca são diferentes em cada criança. Suas manifestações clínicas e funcionais são muito variáveis e por isso uma pessoa aparentemente sadia pode sofrer dessa doença sem sabê-lo.

Tratamento e controle das crianças celíacas

Uma dieta livre de glúten é a única forma de controlar a doença celíaca. Para a criança ou o adulto celíaco, o único tratamento a seguir para que possam viver uma vida longa e normal é aderir a uma dieta livre de glúten. Qualquer comida com glúten lhes causará mais dano ao intestino. Quando se elimina o glúten da dieta, o intestino delgado começa a curar-se e a saúde geral do paciente melhora consideravelmente, dependendo, claro, da intensidade do dano intestinal que tenha sido produzida anteriormente. A princípio, os sintomas mais básicos podem demorar a atenuar.

Dieta sem glúten para crianças e bebês celíacos

A dieta sem glúten deve iniciar-se depois de haver sido realizada uma biopsia intestinal e que se demonstre que existe, sem dúvida, a intolerância ao glúten. A dieta deve ser seguida estritamente durante toda a vida, eliminando qualquer produto que contenha glúten.

Receitas e comidas para uma criança celíaca

A chave da dieta de uma criança celíaca está no correto controle da sua alimentação. Se para um adulto já é difícil conduzir uma dieta sem glúten, imagine o que significa para uma criança deixar de comer alimentos sem farinha, como as bolachas, as massas, os alimentos empanados, etc. Pensando dessa forma, qualquer um desanima, mas não existe razão para desesperar-se.

Comer fora de casa com crianças celíacas

Sair para comer fora de casa implica para os pais de uma criança celíaca uma verdadeira responsabilidade e uma vigilância constante. É muito frequente que, no começo da idade escolar, as crianças celíacas se deparem com maiores dificuldades na alimentação.

10 coisas a levar em conta se o seu filho for celíaco

'Minhas filhas são celíacas’, comentava uma amiga há alguns anos. Ela relatava com inquietação dos problemas que ela tinha com a alimentação das suas filhas porque ambas eram intolerantes ao glúten. Então não havia tanta oferta de comida sem glúten nos supermercados. Isso sem falar que comer fora de casa se convertia numa odisséia. Hoje, tudo é mais fácil.

Gravidez e a doença celíaca

A doença celíaca é aquela em que o intestino delgado não é capaz de absorver e assimilar o glúten, uma proteína que se encontra em muitos cereais como o trigo, a aveia, a cevada, etc. A doença pode aparecer na infância, ainda que nos últimos tempos estejam tendo muitos casos de diagnóstico tardio, já na idade adulta.