Zika vírus. O que é e como acontece o contágio

Contágio e sintomas do zika vírus em crianças e gestantes

O zika vírus é um vírus transmitido por um mosquito que vive em zonas tropicais. Chama-se assim porque o primeiro caso reconhecido desse vírus se localizou nos bosques de Zika, em Uganda (África) em 1947. 

O vírus se estendeu a outros continentes. Em 2015 se deu o primeiro caso de zika vírus na América do sul. Especificamente foi em Salvador (Bahia). Em vista do alarmante aumento de casos no país, o zika foi catalogado rapidamente como epidemia. 

O que é o zika vírus e como ele contagia as pessoas

zika-vírus-o-que-é-e-como-acontece-contágio A

O zika vírus é transmitido por um mosquito do gênero Aedes, de procedência tropical. Especificamente o mosquito é o Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue e a chikungunya. O mosquito tem manchas brancas no corpo e nas patas e vive, sobretudo em zonas de baixa altitude do nível do mar (as áreas situadas a menos de 2.000 metros de altitude do nível do mar são as mais expostas ao zika vírus). 

O mosquito é pequeno e mede apenas 7 milímetros e quem transmite a doença são as fêmeas. Há que ter especial cuidado na primeira hora da manhã e ao entardecer, porque é quando mais picam.

O mosquito se reproduz em água limpa parada, por isso é conveniente extremar a higiene para evitar áreas de águas paradas. Muitas campanhas vêm sendo feitas em países como o Brasil, em que o número de bebês com suspeita de microcefalia (comprovadamente ligado ao zika vírus) é alarmante. Infelizmente, mesmo com tantos alertas, as pessoas não têm feito a sua parte, uma vez que a grande maioria dos focos do Aedes aegypti está dentro dos lares, em copos vazios, garrafas, calhas entupidas e pneus, além de tanques de água não cobertos. 

Como é a picada e os sintomas do zika vírus

Os mosquitos que transmitem este vírus injetam sua saliva através da pele. Atacam, sobretudo a área dos tornozelos e cotovelos. Sua saliva pode transmitir o zika vírus, a dengue, a febre amarela ou a chikungunya dependendo se o mosquito estiver ou não infectado com alguns desses vírus. Após a picada do mosquito portador do zika aparecem estes sintomas: 

- Febre

- Conjuntivite

- Artrite localizada em mãos e pés e dor nas articulações 

- Erupções avermelhadas na pele 

- Dor de cabeça 

Os sintomas duram uns 7 dias e nem todas as pessoas desenvolvem a doença, mas as consequências podem ser muito graves no caso em que a pessoa contagiada seja uma gestante, já que se estuda a relação entre o zika vírus e os nascimentos de crianças com microcefalia

Quem tem maior risco de contrair o zika vírus

Os principais casos detectados acontecem, sobretudo em gestantes e bebês. São os que têm maior risco de contrair este vírus. O diagnóstico se faz mediante uma análise de sangue enviada a um laboratório. Ali se confirma se a pessoa é ou não portadora do vírus. 

No caso das gestantes, o vírus zika é especialmente perigoso, já que é capaz de atravessar a placenta e chegar até o bebê. Tem aumentado muito os casos de recém-nascidos com microcefalia nas áreas de maior incidência do zika vírus. Muitos estudos vêm sendo feito para comprovar que este vírus causa a microcefalia. Em alguns países como na Colômbia e no Brasil, as autoridades médicas chegam a recomendar que os casais atrasem a sua intenção de buscar a gravidez até que a epidemia seja controlada. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com

  • Zika vírus e as crianças
    Zika vírus e as crianças

    O zika vírus, assim como a dengue e a chikungunya, é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, e os sintomas mais comuns são: manchas pelo corpo, coceira, febre, conjuntivite e dores nas articulações. O nome ‘zika’ é devido ao nome da floresta africana aonde foi identificado.

    • O perímetro cefálico do bebê
      O perímetro cefálico do bebê

      O perímetro cefálico ou perímetro craniano é a medida do contorno da cabeça na sua parte maior. Mede-se utilizando uma fita métrica, que deve se situar sobre as orelhas e acima das sobrancelhas. Assim, além das medidas de peso e tamanho, o perímetro craniano é outro dado a ser levado em conta na hora de examinar o estado de saúde do recém-nascido.

0 comentários