Como brincar com bebês com menos de um ano

Aprenda brincadeiras para bebês de até um ano

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Pensamos que os bebês recém-nascidos, em geral, vivem no seu mundo e parece que já estão prontos para a gente brincar com eles. No momento, o bebê parece se interessar em comer e dormir, mas ainda que seja essa a sua máxima prioridade, desde os primeiros dias de vida a gente pode interagir com eles e estimulá-los mediante brincadeiras apropriadas ao seu desenvolvimento mental e físico.  

Precisamente a gente se refere a brincadeiras que estimulam o seu desenvolvimento e que os ajuda a perceber nossa afetividade e a nossa atenção. 

Algumas formas de brincar com o seu bebê 

Como brincar com o seu bebê

Mesmo quando o nosso bebê ainda não entenda o que estamos dizendo, eles adoram escutar nossa voz, adora olhar os gestos do nosso rosto, nossas carícias e nosso contato. A gente é o seu 'melhor brinquedo' nesta etapa da vida. 

Em poucos meses nosso bebê estará mais dotado para tentar estabelecer com a gente uma comunicação consciente. Começarão a nos provocar com seus lindos olhares e sorrisos, com seus gritinhos e balbucios. Neste momento podemos realizar com eles brincadeiras mais ativas como imitar pum na sua barriguinha, fazer exercícios de ginástica, fazê-los voar em avião nos nossos braços, manipular brinquedos de sons ou jogo de esconde-esconde, privando-os da nossa visão temporariamente. 

Se colocarmos algum lençol diante do rosto para que não nos vejam, com certeza tentarão se desfazer dele para não nos perder de vista. O final do banho oferece uma boa oportunidade para estes jogos, pelo bem estar e relaxamento que proporciona ao bebê, nossa aproximação e contato com a sua pele.

A partir dos seis meses a criança experimentará um grande avanço motor e este é o momento ideal para começar a proporcionar-lhes jogos adequados e seguros: bolas, bonecos com texturas suaves e moles, brinquedos musicais que possam funcionar de maneira simples, etc. E, por suposto, devemos seguir com nossa aproximação e contato físico: cosquinhas, rugidos de um leão ameaçador que se lança sobre ele com beijinhos na barriga, canções que brinquem com seus dedinhos, com suas pernas ou braços, ler contos empregando vozes diferentes ou marionetes

Patro Gabaldón. GuiaInfantil.com