Como estimular um bebê

A estimulação precoce do bebê se baseia sobretudo na repetição

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A estimulação precoce se baseia sobretudo na repetição, ao que os especialistas denominam unidades de informação ou bits.

Do mesmo modo que aprendemos a dizer “mamãe” ou “papai”, repetindo para que falem várias vezes, podemos também aprender a ler, a conseguir um pensamento matemático, e inclusive a desenvolver aspectos físicos, sensoriais e sociais.

A repetição sistemática e sequencial de estímulos ou exercícios, e de atividades com base científica, reforçam as áreas neuronais dos bebês.

Estímulos e atividades adequadas à idade e à capacidade de cada criança

estimulação do bebê

Durante a estimulação, não somente se potencializará adequadamente o desenvolvimento motor, cognitivo, social e emocional do bebê, como também se respeitará seu desenvolvimento individual, suas capacidades, sua predisposição, e seu ritmo. Cada criança é única e diferente, e os pais devem ter isso em conta na hora de estimulá-la. O bebê deverá viver livremente esta experiência e não como uma obrigação. Jamais se deverá forçar um bebê que faça alguma atividade que ele não esteja preparado nem suficientemente estimulado. O bebê deve sentir-se livre e motivado para manter sempre uma boa auto-estima durante todo o processo de aprendizagem. Por esta razão, os pais devem respeitar seu desenvolvimento individual, evitando comparações e pressões sobre seu filho.

Os pais também aprenderão e crescerão em sua tarefa de pais durante a estimulação dos seus filhos. Antes de começar com a estimulação do bebê, é importante que eles conheçam as etapas de desenvolvimento de um bebê para que possam apresentar-lhes estímulos e atividades adequadas à sua idade e capacidades.

A estimulação do bebê reforçará o vínculo emocional com os pais

A estimulação começa com atividades de contato com o bebê. Isso reforçará o vínculo emocional, afetivo, através de massagens e estímulos sensoriais, entre pais e filhos. A partir daí, se dará início às atividades de motricidade, concentração e de linguagem. A brincadeira é uma ferramenta efetiva de estimulação para os bebês. Através das brincadeiras (jogos, etc.), os pais podem observar o comportamento do seu filho e conhecer suas necessidades, desejos, gostos e inquietações. 

Na estimulação precoce, deve-se buscar o equilíbrio. Por isso, deve ser integral, tanto física como intelectual. Se uma criança só aprende a jogar bola, e não é adequadamente estimulado na leitura, por exemplo, será um gênio do esporte, mas se sentirá incapaz de ler um livro. A estimulação desde cedo, deve circular por todos os caminhos: físico, intelectual, emocional, ou seja em todas as áreas. Outra coisa é que para algumas crianças será melhor ler um livro do que jogar basquete. Isso será uma opção pessoal da criança e deve-se respeitá-la. Em todo caso, a estimulação deve, através de experiências e habilidades, gerar a motivação nas crianças. Crianças motivadas são crianças felizes.

Se os pais optam pela estimulação precoce, devem ter bem claro que esta decisão lhes exigirá uma certa dedicação ao dia. Muitos pais dizem que é muito afetiva e proveitosa, pelo menos no que se refere ao tempo que compartilham com seus filhos.

Conselhos de estimulação precoce dos bebês para os pais

1- Respeite o tempo de resposta do seu filho. Escolha um momento tranquilo para brincar com ele. Evite brincar com seu filho quando notar que ele está cansado, e sobrecarregá-lo de tarefas e de estímulos. 

2- Escolha objetos agradáveis ao tato, paladar, audição, e que sejam claro, seguros.

3- As brincadeiras devem ser acompanhadas de canções, palavras e sorrisos. De carinho e doçura, também.

4- A brincadeira deve ser algo prezerosa para os dois.

5- Aproveite o momento do banho para dar uma massagem no seu filho.

6- Use a música enquanto seu filho no carro ou em casa.

7- Brinque com livros com seu filho. Se é um bebê, existem livros de plástico, de pano, com odores e texturas distintas. 

8- Conte contos a seu filho antes de dormir.