Como estimular a fala do bebê

O choro e os balbucios são a base da linguagem dos bebês

Vilma Medina

Vilma Medina

Desde que nascem, as crianças se comunicam por meio de sons e gestos, além do choro, balbucios e risos. Essa é a forma que os bebês têm para expressar desejos e sentimentos, e de se comunicar com o mundo e as pessoas que lhe rodeiam.

O desenvolvimento da sua linguagem é um passo muito importante no seu desenvolvimento. Dos primeiros balbucios às primeiras palavras, o bebê passa por várias etapas no que se refere à sua expressão oral.

Os sons do bebê e os pais

Como estimular a fala do bebê

Durante os seus primeiros dois anos de vida, o bebê produz sons que são a base da sua linguagem. Nesta etapa é muito importante que os pais não imitem aos seus filhos, ou seja, que não falem como eles. Pode acentuar os erros de linguagem das crianças. Como falam os bebês:

- De 0-6 meses. Os bebês produzem sons que são a base da sua linguagem. Durante esta fase, o melhor conselho para os pais é falar com eles e escutar os seus sons.

- De 6 a 9 meses. Os bebês já têm um repertório claro de sons (baba, aga, nana, gaga ...). Neste ponto começa a assimilar os sons específicos de sua língua, e cerca de 8 meses começam a aprender palavras.

- De 9-12 meses. Os bebês continuam com os balbucios e alguns já começam a dizer palavras como o seu nome e a compreender comandos simples.

- De 12 a 18 meses. O bebê já poderá dizer até três palavras e reconhecer partes do corpo e saber o seu nome. Aos 14 meses poderá começar a repetir as palavras que se ouvem, e começar com o "NÃO" . O seu vocabulário pode acercar-se a 200 palavras.

- De 18 a 30 meses. O bebê rompe a sua “mudez”. Eles falam a maior parte do tempo e construir sentenças de até quatro palavras.

- De 30 meses a 3 anos. A criança já entende quase tudo o que é dito e já interage com os adultos. Começa a fase de perguntar por quê?

O desenvolvimento da linguagem dos bebês

Os pais devem ter em mente que cada criança tem seu próprio estágio de desenvolvimento, e nem todas evoluem da mesma forma.

Em primeiro lugar, a linguagem é muito limitada, como suas primeiras palavras referem-se às questões familiares da criança relacionadas com o seu ambiente imediato: "mãe", "pai", "água"...

Lentamente as crianças começam a ter um vocabulário maior.

Também devem ter em mente que a criança não só se comunica verbalmente como também por gestos desde que nascem. Por exemplo, quando ela quer ir nos braços, levanta os braços para que os pais a peguem; se ela quer algo, ela diz ou aponta com o dedo; se ela quer nos mostrar algo, também.

Dicas para incentivar a conversa com o bebê

Devemos estimular a aquisição da linguagem a partir desde que as crianças nascem. Te ensinamos como:

- Converse com ele e diga o que você faz, mesmo quando forem pequenas.

- Cante músicas e leia histórias para elas.

- Estabeleça contato com os olhos quando conversar com elas.

- Acompanhe as suas palavras com gestos

- Elogie as crianças quando elas digam algo certo

- Aproveite ao jogar com elas para ensinar novo vocabulário (cores, animais ...)

- Ensine os sons dos animais prá ela.

A estimulação precoce em bebês e crianças

A estimulação precoce em bebês e crianças

O estímulo que recebe o bebê constitui a base do seu desenvolvimento futuro. O estímulo precoce, como o próprio nome já diz, tem como objetivo desenvolver e potencializar, através de jogos, exercícios, técnicas, atividades, e de outros recursos, as funções do cérebro do bebê, beneficiando seu lado intelectual, seu físico e sua afetividade.

Ler para bebês estimula desenvolvimento

Ler para bebês estimula desenvolvimento

Por que alguns bebês desenvolvem o amor pela leitura e outras não? Por que umas crianças falam cedo e outras demoram? As respostas estão ligadas ao estímulo que os bebês recebem dos pais e dos educadores nos primeiros meses de vida. A leitura é excelente para a estimulação infantil.

Vantagens do bilinguismo na infância

Vantagens do bilinguismo na infância

Vantagens do bilinguismo na infância. Alguns pais consideram que a aprendizagem de um segundo idioma pode representar um freio e inclusive um atraso no desenvolvimento linguístico da criança, ainda que não existam provas concretas a respeito.

A auto-estima e as crianças

A auto-estima e as crianças

A auto-estima é um fator básico na formação pessoal das crianças. A auto-estima, é um tema que desperta a cada dia um grande interesse, não só para os psicólogos, mas também para pais e mães. É uma preocupação presente em muitas casas e conversações. E isso pode-se entender pela relação que está tendo a auto-estima com problemas como a depressão, anorexia, timidez, abuso de drogas e outros.

A chupeta e a fala da criança

A chupeta e a fala da criança

O uso da chupeta pode prejudicar a fala das crianças. É necessário estar atento quanto aos problemas que podem causar o uso descontrolado da chupeta. Está comprovado, através de muitos estudos, que a chupeta pode comprometer a dentição e favorecer a incidência de bactérias. Mas o problema pode ser que vá mais além, pois ao comprometer a dentição, consequentemente prejudicará a fala da criança.

Gagueira o gaguez infantil. Disfemia nas crianças

Gagueira o gaguez infantil. Disfemia nas crianças

Gagueira infantil. Por que algumas crianças têm gagueira? Cerca de 5 por cento das crianças, entre dois e quatro anos de idade, apresentam episódios de gagueira.

3 comentarios

  • dflima

    2011-05-18 14:54:39

    minha filhina tem 3 anos e sofre de refluxo desde os primeiros dias de nascida; ultimamente está com muita tosse, há um mês que se medica e até agora não tem melhora; ela toma label, motilium e outros pra tosse. Alguém pode prestar alguma orientação? Ligue à noite 085 31013286

  • Pedro

    2011-01-15 06:58:59

    :o Meu filho a vó cuida trabalho muito e ele não quer vir comigo só com a mãe e a vó

  • Juliana

    2011-01-15 06:45:53

    >:(Meu bebe não quer colo do pai e as vezes quem cuida dele é a avó, quando chegamos do trabalho só quer a avó, fica irritado o tempo todo o que fazer, damos muito carinho para ele!!

Ad