A televisão não educa aos bebês

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Muitas vezes nos surpreendemos com a quantidade de coisa que fazemos com os nossos filhos sem pensar antes. Colocar um bebê com menos de 24 meses diante da televisão é uma dessas atitudes que alguns pais tomam, pensando somente em estimular a criança. Pois bem, a televisão não gera nenhum benefício cognitivo nesses seres tão pequeninos. 

Este foi um resultado de um estudo realizado por profissionais do Hospital Infantil de Boston e pela Harvard Medical School, com 872 crianças do projeto Viva, que foram acompanhados desde o nascimento até os três anos de idade. 

A televisão é benéfica para os bebês? 

O estudo revela que assistir à televisão antes dos dois anos não contribui para melhorar o desenvolvimento da linguagem nem as habilidades motoras e visuais dos pequenos. Tão pouco ajuda a melhorar seu coeficiente intelectual.

Além de não encontrarem provas de que assistir programas de televisão seja benéfico para o desenvolvimento do bebê, os pesquisadores também viram que assistir a televisão muito cedo, pode levar a criança a ter problemas como a obesidade, alteração nos hábitos do sono ou problemas de atenção. 

Eles sugerem que as mães que um contato físico e afetivo que elas estabeleçam com seus bebês, exerce mais e melhor influência no seu desenvolvimento cognitivo. Também consideram que o meio familiar do pequeno exerce um grande domínio no desenvolvimento das suas capacidades.

Assistir televisão em idade muito pequena, não educa aos bebês. O que educa é a atenção, o cuidado, as atitudes, as características e os valores que os pais transmitem aos filhos. Antes dos dois anos de idade, o bebê já tem muito que aprender: a caminhar, a comer, a dormir, a estabelecer laços afetivos com seus pais, a brincar... Para que colocá-lo em frente à televisão e perder uma fase tão linda que não voltará mais? 

Vilma Medina

Diretora de Guiainfantil.com