A polêmica resposta de alguns professores diante da queixa pelo excesso de deveres infantis

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Não será a primeira nem a última vez que a gente se queixa diante da quantidade de deveres que muitas crianças trazem para casa todos os dias. Mas, o que os professores pensam? Evidentemente, terão opiniões muito diferentes. Assim que alguns verão que todas essas tarefas são justificadas. E, outros, no entanto, pensarão o contrário.

Numa escola do bairro Limache, na província de Salta (noroeste da Argentina), um grupo de docentes, fartos das queixas de muitos pais diante das tarefas que enviavam para os seus filhos fazerem em casa mandaram essa polêmica carta como resposta. 

A polêmica carta de uns professores a uns pais diante das queixas pelo excesso de deveres

a-polêmica-resposta-de-alguns-professores A 

A carta completa, repleta de ironia diz assim: 

'Queridos papais: 

Atendo à sua solicitação em não enviar tarefas para casa, porque é de nossa ‘responsabilidade’ como professores ensinar as matérias e não vocês, e é por isso que quero pedir-lhes que não mandem mais à escola crianças irresponsáveis, com falta de respeito, sem tomar banho, desonestas, preguiçosas e prepotentes, porque essa é a sua ‘responsabilidade’ e não a devem delegar a nós. 

Obrigado papais’. 

Os professores aceitam dessa forma as queixas dos pais e reconhecem que têm razão. No entanto, questionam com muita dureza a forma como se educam as crianças em casa.

Será uma opinião de um reduzido grupo de professores ou é realmente o que pensam a maioria dos docentes? O que tem falhado na educação em casa? Será que tem falhado em certos valores fundamentais

Os valores que os pais devem ensinar às crianças em casa 

Os professores se queixam nessa carta de problemas básicos, da falta de valores. Entre eles, o da responsabilidade ou a honestidade. Será que os nossos filhos são mais irresponsáveis do que as crianças do século passado? A carta dos docentes, ainda que pareça ácida, serve como reflexão. Que valores devemos reforçar nas crianças? 

1. Responsabilidade. A primeira queixa desses professores é sobre a irresponsabilidade de muitas crianças. A superproteção de muitos pais faz com que as crianças não pratiquem a responsabilidade. Se sempre lhes ajudamos com os deveres, preparamos os livros na sua mochila, a roupa que devem usar no dia seguinte, ou levamos à escola alguma coisa que esqueceram como vão aprender a se responsabilizar pelas suas coisas? 

2. Esforço. Devemos trabalhar esse valor desde casa premiando nossos filhos cada vez que se esforcem numa tarefa, mais ainda se a tarefa lhes custa mais. Mas, não se esqueça que para conseguir que uma criança se esforce em algo a motivação é muito importante.  

3. Perseverança. Desde pequenos, a criança deve aprender a não abandonar um sonho ou um objetivo é essencial. É parte fundamental para conseguir o êxito em todos os campos da vida. Utilizemos frases que lhes motivem a continuar tentando aquilo em que tropeçam uma e outra vez. 

4. Respeito. Se os filhos não respeitam aos pais, como vão respeitar aos professores? E os pais devem lembrar que o respeito não se ganha à base de gritos e ameaças. 

5. Humildade. O exemplo dos pais é a melhor forma de ensinar as crianças a serem humildes. Ninguém é melhor nem pior do que ninguém. Se as crianças não aprendem a ser humildes terão que se mostrar prepotentes. 

6. Empatia. Um dos valores mais úteis é a empatia. Não é fácil. Mas, você pode ensinar à criança a ter empatia desde muito pequena. 

7. Compaixão. Acima da empatia, muitos estudiosos no assunto dos valores asseguram que o mais importante e o que possuem todos os sábios é a compaixão. Um valor que também se ensina, como não, através do exemplo. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com