Coisas que acontecem quando os seus filhos crescem junto aos primos

Vilma Medina

Vilma Medina

Sempre a gente ouve falar da relação entre irmãos ou com amigos, mas nos esquecemos muitas vezes do valor que tem os primos no aprendizado e desenvolvimento dos nossos filhos. 

Quando uma criança cresce junto aos seus primos, ela estabelece uma amizade muito especial e profunda com eles. Tanto é assim que se os pais conseguirem alimentar esse vínculo ele durará para toda a vida. 

10 razões pelas quais os primos são importantes

coisas-que-acontecem-filhos-primos A

Lamentavelmente eu cresci sem primos da minha idade para compartilhar brincadeiras, confidências e aventuras. No entanto, vejo com uma ‘inveja saudável’ nos meus filhos e nos meus amigos o que os seus primos significam para eles. Um primo, muitas vezes vale mais do que um montão de amigos. 

1 – Os primos, além de familiares, são amigos, ainda que os encontros sejam esporádicos. 

2 – Fazem parte das recordações da infância; eles se instalam na memória e no coração e ficam para sempre com a gente. 

3 – As brincadeiras, as aventuras, as travessuras ou segredos compartilhados com os primos fazem da infância algo inesquecível. 

4 – As crianças aprendem numerosos valores com seus primos: compartilhar, ser solidário, perdoar... 

5 – Os primos ajudam a criança a ser treinada na arte da negociação, e, sobretudo a resolver conflitos

6 – Se os pais ajudarem a estabelecer um vínculo entre primos, eles terão uma relação para toda a vida. 

7 – Em reuniões familiares, eles são os melhores companheiros e evitam com que a criança fique encostada num canto enquanto os adultos conversam. 

8 – É muito possível que sejam os primeiros melhores amigos dos nossos filhos e sempre permaneçam nos seus pensamentos.

9 – Ainda que a criança tenha muitos primos, ela pode estabelecer uma relação mais próxima e de confiança com um deles, inclusive pode ser que seja com ele que tenha mais brigas, mas os conflitos são diretamente proporcionais ao carinho que sentem entre eles. 

10 – Compartilham risos, piadas, e companheirismo. Quando estão juntos é fácil vê-los morrendo de rir por coisas que somente eles mesmos compreendem.

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com

Falar não é a mesma coisa que dialogar com os filhos

Falar não é a mesma coisa que dialogar com os filhos

Blá, blá, blá... Muitas vezes a gente não se dá conta, mas a comunicação que temos com nossos filhos é unilateral. Se o seu filho deixa de fazer um dos seus deveres, você começa a falar sem freios, a descarregar um monte de reprovações e não escuta o que ele tem a dizer. Se você continua sem dialogar com o seu filho, não estranhe se um dia ele comece a falar sem parar e não te escute.

Como a família desunida influencia no futuro emocional do bebê

Como a família desunida influencia no futuro emocional do bebê

‘Diga-me em que família você foi criado... E te direi como gerencia suas emoções’. É o que vem a dizer um estudo feito na Finlândia com quase uma centena de bebês. O objetivo desse estudo era determinar como reagem às emoções, as crianças, dependendo da família em que foram criadas no seu primeiro ano de vida.

A importância da arte para as crianças pequenas

A importância da arte para as crianças pequenas

Quando as crianças são pequenas e se interessam pela arte a gente deve deixá-los que expressem toda sua criatividade porque é muito importante para o seu desenvolvimento integral. Quando uma criança quer pintar com pincéis, com ceras, com os dedos, quando modela massinha de modelar, tudo é arte para os pequenos.

5 atitudes que debilitam o vínculo com os nossos filhos

5 atitudes que debilitam o vínculo com os nossos filhos

El vínculo familiar. Dar carinho, afeto, segurança e apoio aos filhos é fundamental para o seu desenvolvimento emocional. Estabelecer um vínculo afetivo desde as primeiras etapas é básico para isso.

Como interpretar o desenho que uma criança faz da sua família

Como interpretar o desenho que uma criança faz da sua família

Os desenhos que as crianças fazem falam muito da sua personalidade, o seu estado de ânimo ou como vêem o mundo. Os traços, as cores ou a posição dos objetos também nos dão pistas sobre como se sentem. A gente propõe a você o seguinte: peça ao seu filho que desenhe a sua família e a gente te ajudará a interpretar o desenho.

0 comentarios