Falar não é a mesma coisa que dialogar com os filhos

Vilma Medina

Vilma Medina

Blá, blá, blá... Muitas vezes a gente não se dá conta, mas a comunicação que temos com nossos filhos é unilateral. Se o seu filho deixa de fazer um dos seus deveres, você começa a falar sem freios, a descarregar um monte de reprovações e não escuta o que ele tem a dizer. 

Se você continua sem dialogar com o seu filho, não estranhe se um dia ele comece a falar sem parar e não te escute. O diálogo é um hábito que pode ser adquirido pelo seu filho desde quando ainda é um bebê. 

Como escutar aos filhos

falar-não-é-a-mesma-coisa-que-dialogar-filhos A 

Por que temos este costume de falar sem parar? Você já pensou nisso alguma vez? Eu sim, e muitas vezes. Eu me dei conta que a atitude de falar sem escutar aos filhos é completamente inútil. A comunicação só funciona e chega a um denominador comum, ou seja, a compreensão entre ambos, se entre pais e filhos existe uma conversa de duplo sentido, de ida e volta. 

Uma pesquisa feita pela Universidade da Califórnia (UCLA), Estados Unidos, revela que dialogar com os filhos ajuda a enriquecer o seu vocabulário e aumentar o seu desenvolvimento intelectual. É melhor do ler um livro para eles ou deixá-los na frente da televisão ou do computador uma tarde toda. 

Na pesquisa publicada na revista médica ‘Pediatrics’ participaram umas 300 famílias. Foram gravadas conversas entre pais e filhos, desde a hora que despertavam até a hora de dormir. Um dia completo todo mês e durante 6 meses para um grupo e de 18 meses para outro. Foi comprovado que as crianças que mais falavam com os adultos foram as que mais adquiriram uma linguagem mais rica. Inclusive as crianças que no início pareciam retraídas e caladas se tornaram mais falantes. Falar não é a mesma coisa que dialogar com os filhos. No lugar de um monólogo em que somente o pai ou a mãe falam e o filho escuta é necessário remodelar a comunicação com o filho. Escutar-lhe é tão importante como falar-lhe, já que pode ajudá-lo a desenvolver habilidades da fala e da linguagem. 

Não falemos a eles, mas sim com eles durante o café da manhã, almoço ou janta, na hora do banho, durante um passeio, no trajeto entre a escola e a casa, antes de irem dormir. Oportunidades de um bom diálogo não vão faltar. 

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com

Erros dos pais que provocam uma baixa autoestima nos seus filhos

Erros dos pais que provocam uma baixa autoestima nos seus filhos

Muitas vezes os pais são os responsáveis pela baixa autoestima dos seus filhos, seja pelas suas ações ou omissões. A gente conta para você alguns dos erros que os pais cometem e que podem baixar a autoestima das crianças para que possam evitá-los.

Conselhos para educar crianças rancorosas

Conselhos para educar crianças rancorosas

O rancor é uma emoção comum, mas que nem todos sabem administrar. Aparece quando a criança sente que uma pessoa tenha se comportado mal com ela deliberadamente. É importante que nosso filho aprenda a administrar o rancor, já que do contrário ele sofrerá e ficará irritado. O rancor não se consegue controlar durante a infância e pode gerar sérios problemas no futuro.

Como se pode prevenir a depressão infantil

Como se pode prevenir a depressão infantil

A depressão infantil não apenas afeta aos adultos. As crianças também a sofrem. Não é a mesma coisa uma criança que se sinta triste que uma criança depressiva. Existem sintomas que indicam uma depressão em crianças como a ansiedade, mudanças bruscas de humor ou birras constantes e sem um motivo aparente. É o psicólogo quem deve tratar a uma criança depressiva, mas os pais podem ajudar a prevenir esse transtorno.

Como ensinar as crianças a negociarem

Como ensinar as crianças a negociarem

À medida que as crianças crescem as expectativas que os pais têm em relação a elas aumentam porque acreditam que suas crianças terão a capacidade de comer e se vestir sozinhos, arrumarem o seu quarto, etc. Mas, muitas vezes acontece que as crianças não vêem esses hábitos como necessários e é o começo dos conflitos...

O medo das crianças de competir

O medo das crianças de competir

A maioria das crianças gostaria de ser melhor em alguma coisa, seja na escola, no esporte, na música, na arte, etc. Quando a criança tem medo de competir na verdade ela tem medo do fracasso. Não quer se sentir perdedora e tem pouca confiança em si mesma.

0 comentarios