Ser mãe depois dos 70 é possível?

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Até que idade está permitido realizar um tratamento para engravidar? Na Índia não existe limite de idade, tanto é assim que depois de 46 anos de casamento Daljunder Kaur, de 70 anos, tornou o seu sonho em realidade: ela conseguiu engravidar e acaba de ter um bebê. 

Daljinder e o seu marido Mohinder, de 79 anos, começaram seu tratamento de fertilização em 2013, e após várias tentativas frustradas, a mulher, já na pós-menopausa conseguiu a gravidez. O bebê nasceu com dois quilos de peso, e se encontra em bom estado de saúde.  

Ser mãe depois dos 60 anos

mãe-índia-70-anos A

Este controvertido e polêmico caso não é o primeiro desse tipo na Índia. Em 2008 outra mulher foi a primeira septuagenária a se tornar mãe. Ela teve gêmeos. Ainda que curiosos e surpreendentes, não são os únicos, em 2006 uma mulher de 67 anos deu a luz em Barcelona a gêmeos após um tratamento de fecundação in vitro. Na Alemanha, Romênia e na Suíça também tem acontecido casos desse tipo. 

A pergunta que surge é: até que idade é permitida realizar um tratamento de fertilização? A realidade é que na maior parte dos países não existe legislação a respeito. Não existe proibição para mulheres que já tenham passado pela menopausa ou para aquelas que se considerem muito idosa. A decisão, então, é pessoal e, é claro, das clínicas e suas políticas a respeito.  

Os tratamentos de fecundação in vitro têm diferentes taxas de êxito: 

- em menores de 35 anos chega a 50% de sucesso.

- depois dos 35 anos, a porcentagem se reduz a 12%.

- passados os 45 é altamente improvável, mas como mostram os casos não é impossível. Outros tratamentos também são considerados como a doação de óvulos. 

O que acontecerá com esses bebês de mamães avós 

Seja como for, se uma mulher deseja ser mãe depois dos 50, é muito possível que encontre a clínica onde poderá realizar o tratamento, mas o que acontecerá no futuro com esse bebê? A esperança de vida das mulheres em países desenvolvidos supera hoje em dia os 80 anos. No entanto, que capacidade terá essa mamãe de cuidar, criar, educar e proteger o seu filho? Será que ela terá energia suficiente? Será que ela poderá garantir o cuidado e o bem estar do bebê durante toda a sua infância? 

Somente como um exemplo, aquela primeira septuagenária que deu a luz em 2008 morreu dois anos depois de dar a luz devido um tumor de estômago. As crianças vivem com parentes e, evidentemente não se lembram da sua mãe.

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com