7 erros de higiene no banheiro que arriscam a saúde familiar

Vilma Medina

Vilma Medina

As toalhas, latrina, escova de dente... O banheiro está repleto de possíveis focos de micróbios e bactérias. Talvez a gente não se dê conta, mas estão ali e damos pouca atenção a isso. Com frequência cometemos grandes erros que favorecem com que as bactérias se alastrem. 

A gente te explica o que fazemos de ruim no banheiro e como deveríamos educar as crianças para que aprendam higiene de forma adequada. 

7 grandes erros de higiene que todos nós cometemos no banheiro

7-erros-de-higiene-no-banheiro A 

Você sabe a quantidade de germes que pode ser encontrado no banheiro? Desde a temível E. Coli (causadora de diarréias) até a Salmonela ou o Enterobacter (que causa doenças respiratórias e da pele). É certo que limpamos e levamos em conta que cestos de lixo e torneiras podem acumular micróbios. Mas as bactérias são encontradas em outros lugares, e com frequência a gente nem suspeita:  

1. A escova de dente. Muitas escovas de dente têm uma capa plástica. Tudo bem. Não é um adorno nem algo que tenha que ser jogado no lixo. Sua função é proteger as cerdas das bactérias que existem no ambiente. Normalmente, as escovas são colocadas perto da latrina. É fácil que as bactérias cheguem até elas. A capa protege a escova, mas tão pouco a gente deve esquecer em lavá-la de vez em quando. 

2. As toalhas e os roupões de banho. Quantas vezes você utiliza a toalha antes de lavá-la? Você costuma jogá-las ao chão e depois utilizá-las? As toalhas deveriam ser trocadas toda semana. E o roupão? A umidade faz com que os germes se multipliquem. 

3. Escova de limpeza. Um dos lugares do banheiro onde mais germes se acumulam é a escova de limpeza (de latrinas). Quantas vezes a gente lava esse utensílio com água e desinfetante? Evidentemente que deveríamos fazê-lo todas as semanas. 

4. Copo da escova de dente. A gente escova os dentes todos os dias e limpamos a escova após usá-la. Mas, o que acontece com o copo onde colocamos a escova (não especialmente limpa). Ao final, o copo das escovas fica escuro. Raras vezes a gente não se dá conta. 

5. O interior do vaso sanitário. Limpar o banheiro é uma das tarefas menos agradáveis, mas necessárias. Não consiste em somente limpar espelhos, banheira ou Box do banheiro. A privada deve ser desinfetada não apenas por fora. É dentro onde mais germes se acumulam. Sobretudo, no perímetro interior da privada, justamente ali onde quase ninguém se atreve a limpar.

6. Tapete dos pés e cortina do chuveiro. Pisamos uma vez ou outra sobre o tapete, e ainda que esteja sujo, a gente continua usando. Os pés voltam a ter contato com muitas bactérias. O melhor é que o tapete não seja tipo carpete e que possa ser lavado com frequência na lavadora. E o que acontece com a cortina de banho? A água e a umidade fazem com que as bactérias se proliferem. Daí começam a desenvolver manchas escuras. As cortinas também devem ser lavadas! 

7. Os pentes. Os pentes também devem ser limpos. Caspa, gordura do couro cabeludo... O pente pode se converter num lugar acolhedor para todo tipo de bactérias. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com

Segurança das crianças no banho

Segurança das crianças no banho

O banheiro é um local onde mais acontecem acidentes infantis, assim como na cozinha. Não são apenas elementos de risco que são fáceis de serem manipulados pelas crianças, também é um lugar onde se coloca à prova sua curiosidade para abrir armários ou gavetas.

A hepatite em crianças. Prevenção e tratamento

A hepatite em crianças. Prevenção e tratamento

Se o fígado do nosso filho se inflama por culpa de uma infecção ou por um vírus dizemos que ele tenha contraído uma hepatite. Mas, existem distintos tipos de hepatites (hepatite A, B, C, D, E e G) e nem todas têm o mesmo tratamento. De fato, uma das mais agressivas do que outras. O melhor é prevenir mantendo sempre uma correta higiene e respeitando o calendário de vacinação infantil.

Pais: mais atenção à higiene das crianças

Pais: mais atenção à higiene das crianças

A higiene infantil. É normal que à medida que as crianças vão crescendo, a gente vá deixando de vigiar um costume muito importante: sua higiene. Mas, pelo que tenho escutado de uma amiga que é professora primária, existem pais que não ensinam e tão pouco exigem que seus filhos sigam bons hábitos de higiene.

7 razões para que seu filho tire os sapatos antes de entrar em casa

7 razões para que seu filho tire os sapatos antes de entrar em casa

Você sabe quantos germes podem entrar na sua casa pelas solas dos sapatos? Mais de 420.000! Agora entendemos por que em muitas culturas tirar os sapatos antes de entrar em casa é tão importante como cumprimentar ou lavar as mãos antes de comer. Algo inato que as crianças aprendem desde bem pequenos. Longe de ser uma mera tradição cultural, este gesto tem muito a ver com a saúde.

O que nos diz a língua do estado de saúde da criança

O que nos diz a língua do estado de saúde da criança

'Não se pode dar língua!’ é uma das frases que dizemos aos nossos filhos corrigindo-os como é feio esse tipo de conduta. No entanto, nessa ocasião vamos pedir que nossos filhos a coloquem para fora. Por quê? A língua é uma das partes do corpo que melhor se mede a saúde do corpo e através da sua cor e textura a gente pode saber o estado de saúde das crianças.

10 coisas que o seu bebê nunca deve compartilhar

10 coisas que o seu bebê nunca deve compartilhar

Compartilhar é um dos aprendizados mais complicados e incompreensíveis para a criança. O senso de propriedade e a fase egocêntrica impedem que a criança compreenda – alguns adultos que eu conheço também – o que ganha com isso. Os pais insistem muito nesse ensino. No entanto, existem certos elementos da criança que nunca devem ser compartilhados, pois se o fizer estarão colocando em risco a sua saúde.

0 comentarios