Meu papai está muito ocupado. Conto para o Dia dos Pais

Conto infantil para refletir sobre o papel dos pais

Vilma Medina

Vilma Medina

O melhor presente que a gente pode oferecer aos nossos filhos é o tempo. Dedicar-lhes tempo de qualidade. Tempo para brincar com eles, para ler contos, tempo para escutá-los e para educá-los, é claro. 

Este conto, enviado pelo escritor de contos infantis, Pedro Pablo Sacristán: ‘Meu papai está muito ocupado’ nos serve como reflexão para nos darmos conta de que com frequência a gente esquece que lugar ocupa na nossa escala de valores o que temos de mais importante, os nossos filhos

Conto para todos os pais: ‘Meu papai está muito ocupado’

meu-papai-está-muito-ocupado-conto-dia-pais A 

O papai de Alberto era um homem importantíssimo e muito ocupado que trabalhava tantas horas, que com frequência trabalhava nos finais de semana. Um domingo Alberto despertou antes do tempo e ao escutar que seu papai abria a porta da rua para ir trabalhar no escritório, ele correu e perguntou ao pai: 

- Por que você tem que ir trabalhar hoje, papai? A gente poderia brincar junto... 

- Não posso. Tenho uns assuntos muito importantes para resolver. 

- E por que são tão importantes, papai? 

- Porque se tudo der certo, será um grande negócio para a empresa. 

- E por que será um grande negócio? 

- Ora, porque a empresa ganhará muito dinheiro e é possível que eu ganhe uma promoção.

- E por que você quer uma promoção? 

- Ora, para ter um trabalho melhor e ganhar mais dinheiro. 

- Que legal! E quando você tiver um trabalho melhor vai poder brincar mais comigo? 

O papai de Alberto ficou pensativo enquanto a criança continuava com as suas perguntas. 

- E por que você precisa ganhar mais dinheiro? 

- Para poder ter uma casa melhor e maior e para que você possa ter mais coisas.

- E para que a gente vai querer uma casa maior? Para guardar todas essas coisas novas? 

- Não, filho. Porque com uma casa maior a gente estará mais à vontade para fazer as coisas. 

Alberto pensou por um momento e sorriu. 

- Poderemos fazer mais coisas juntos? Maravilha! Então pode ir rápido. Eu esperarei os anos que faltam até que tenhamos uma casa maior. 

Ao ouvir isso, o papai de Alberto fechou a porta sem sair. Alberto crescia muito rápido, e o seu papai sabia que não poderia esperar tanto. Assim que ele tirou o paletó, deixou o notebook e a agenda, e enquanto sentava para brincar com um Alberto tão surpreso e encantado, disse: 

- Creio que a promoção e a casa nova poderão esperar alguns anos. 

 Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com

A origem do Dia dos pais

A origem do Dia dos pais

O Dia dos Pais surgiu para incentivar o respeito pelos pais e fortalecimento dos laços familiares. O Dia dos Pais tem origem na antiga Babilônia, há mais de 4 mil anos. Um jovem chamado Elmesu moldou em argila o primeiro cartão. Desejava sorte, saúde e longa vida a seu pai.

6 divertidas facetas de um pai para o seu bebê

6 divertidas facetas de um pai para o seu bebê

Os pais já não são essas pessoas que vêm à noite dar um beijo na criança quando já estão na cama, mas participam ativamente na educação e na criação dos filhos. Hoje em dia os papais têm um sem fim de facetas, você não acha?

12 vantagens de ser pai

12 vantagens de ser pai

Festa de pijamas diariamente; poder fazer loucuras sem que ninguém te chame de louco; brincar com os brinquedos que sonhou quando pequeno... São algumas das vantagens que tem ser pai. Mas, existem muitas mais.

Como aprender a ser pais e a educar nossos filhos

Como aprender a ser pais e a educar nossos filhos

Elsa Punset é escritora e filósofa, filha do cientista Eduardo Punset. Em certa ocasião, Elsa Punset entrevistou a René Diekstra, um psicólogo holandês que tem realizado um estudo em torno da boa educação dos filhos.

Ser pai nem sempre é fácil ou agradável

Ser pai nem sempre é fácil ou agradável

Muitas vezes eu me pergunto se estamos preparados para sermos pais, se damos aos nossos filhos o que realmente necessitam ou lhes damos somente o que nos dá tempo ou o que sabemos. Fazemos o que podemos, mas isso é o bastante?

0 comentarios

Ad