As crianças e seus amigos durante a Educação Infantil

Como os pais podem ajudar seus filhos a se relacionar com outras crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Quando a criança é pequena e ainda está na etapa da Educação Infantil ou na creche, um amigo é aquele que brinca com ela no recreio. As crianças não precisam de mais vínculos ou uma relação mais profunda com seus semelhantes. O amigo é aquele que o acompanha nas brincadeiras e jogos e inclusive é aquele que pode brigar. 

As habilidades sociais das crianças também se aprendem ou melhoram. É importante desenvolver as atividades sociais das crianças, a interação com outras crianças, a relação com seus semelhantes, já que isso implica num importante aprendizado que lhe servirá para se desenvolver como pessoa.

Como ajudar as crianças a fazer amigos

as-crianças-e-seus-amigos-durante-educação-infantil A

Silvia Álava, psicóloga infantil nos comenta que ‘às vezes os adultos se empenham que o vínculo entre duas crianças seja maior e estamos forçando um vínculo que ainda, nessa idade, não exista’. O importante é que as crianças se relacionem com outras crianças, independentemente de quão forte seja essa relação. 

Em todo caso, um pai pode ajudar seus filhos se relacionarem com outras crianças: 

- Procurar levá-los a parques ou lugares onde existam outras crianças. É muito difícil que a criança em idades precoces gere um grupo de amigos se só se relaciona com crianças na escola ou na creche. 

- Relacionarmos com pais que tenham filhos com idades similares às dos nossos filhos para que possam brincar juntos. 

- Quando estiver com outras crianças, incentivar que o seu filho fique com elas ao invés de ficar junto ao adulto. Existem crianças mais tímidas ou inseguras que preferem ficar agarradas aos pais. Para ajudá-las, o adulto pode entrar no círculo das crianças e participar com uma ou mais para tentar introduzir o seu filho na brincadeira e ele se sinta mais seguro. Quando a criança já estiver brincando o adulto pode se retirar.

A psicóloga Silvia Álava nos dá o seguinte conselho: ‘se estamos fazendo um esforço de ir com uma criança ao parque, por favor, não levem nenhum brinquedinho tecnológico, porque se afinal a criança tem a possibilidade de se refugiar no seu equipamento, não vai ter a possibilidade de brincar com outras crianças. E aprender a brincar com outras crianças é fundamental’. 

A brincadeira ajuda a criança a adquirir uma série de aprendizagens que vai necessitar quando for um adulto: negociar, compartilhar, ceder. É importante incentivar nas crianças essas brincadeiras ao ar livre com outras crianças, já que terão que aprender a compartilhar e trabalhar a empatia.

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com